Painço: pequeno no tamanho, grande nos benefícios

por Redação
em 5 de maio de 2015

Cultivado e consumido há milênios na Ásia e na África, o painço é um cereal de grãos pequenos e arredondados, com excelente qualidade nutricional. É cultivado na China desde 7000 a.C. e tem produção milenar também na Índia.

O grão pode ser facilmente incorporado ao cardápio, substituindo o arroz, por exemplo. Também é uma boa alternativa para os celíacos, porque não possui glúten. Além disso, pode ajudar a suprir as necessidades nutricionais de magnésio no organismo.

Benefícios do painço

Uma ótima fonte de fibras, que auxiliam no trânsito intestinal e na redução dos níveis de glicose e colesterol no sangue, o painço também é rico em proteínas, magnésio, fósforo, ferro, zinco e vitaminas do complexo B.

A presença de magnésio, por exemplo, auxilia no equilíbrio hormonal, revigora o sistema nervoso e ainda ajuda a promover a sensação de relaxamento. Uma xícara de painço contém 25% das necessidades diárias de magnésio de um adulto.

Já o teor de proteína presente no grão de painço chega a ser maior que o do feijão, o que torna esse cereal uma boa opção para os vegetarianos.

O painço ainda é rico em triptofano, aminoácido que auxilia na produção de serotonina, conhecida como hormônio do bem-estar, que causa a sensação de tranquilidade, relaxamento e saciedade.

O grão também é bastante usado em dietas macrobióticas, por causa de suas propriedades alcalinizantes. Isso quer dizer que é capaz de diminuir a acidez do sangue e atuar na prevenção de doenças.

LEIA MAIS
Os benefícios dos grãos e sementes na dieta vegetariana

Como consumir o painço

O painço pode ser preparado de diversas formas e pode substituir outros cereais, como o arroz. Mas também pode ser usado em forma de farinha, como ocorre na Ásia e na África e incluído na preparação de mingaus, sopas, saladas, massas, bolos e pães.

Sugestão Jasmine

O Pão Sem Glúten Multigrãos é feito com painço e outros cinco grãos, tem baixo teor calórico e é um produto vegano. É uma boa alternativa para incluir esse grão ancestral na alimentação.

 

Saiba onde encontrar os nossos produtos na sua região.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!