mandioca
mandioca

Mandioca: uma raiz versátil

por tatiana.barros
em 31 de outubro de 2017

Aipim, macaxeira ou mandioca. Os nomes desta raiz são tão diversos quanto suas aplicações em todo o mundo. Por ser rico em carboidratos e amido, comumente esse alimento é usado como um substituto da batata. Mas sua riqueza de nutrientes e versatilidade fazem com que a mandioca possa ser a grande protagonista do seu prato, em diversos tipos de preparação.

Quais as propriedades nutricionais da mandioca?

Não são apenas os carboidratos que fazem dessa raiz uma poderosa fonte nutricional para a sua dieta. Ela também é rica em potássio, mineral que ajuda a transformar os carboidratos em glicose e importante na síntese de proteínas (essencial para a reconstrução muscular). Ele ainda regula os estímulos elétricos do coração, assim como os fluidos das células e previne casos de derrames e ataques cardíacos.

A mandioca ainda tem grandes quantidades de fibras que, como se sabe, são essenciais para regular o intestino, para o bom funcionamento do sistema digestivo, para evitar os picos de insulina e para prolongar a saciedade.

LEIA MAIS
Carboidratos: Entenda a importância desses nutrientes para nosso corpo
LEIA MAIS
Beterraba: a raiz que melhora o seu desempenho em treinos

Quando se fala em vitamina C, logo vem à mente as frutas cítricas, não é mesmo? Mas a mandioca também é fonte desse potente antioxidante natural que protege o organismo contra os radicais livres e auxilia na produção de colágeno.

Por fim, é possível encontrar ainda boas quantidades de vitamina B9 (ácido fólico). Essa substância dá suporte aos sistemas imunológico e nervoso e auxilia no controle do estresse. A vitamina ainda trabalha em conjunto com a vitamina B12 na produção de glóbulos vermelhos.

A mandioca alivia a artrite?

Sim. Pesquisas mostram que o alimento é fonte de dois nutrientes que reduzem a inflamação e são utilizados no tratamento da artrite reumatoide e osteoartrose: saponinos e polifenóis. Eles têm ação anti-inflamatória e analgésica, o que alivia a dor e rigidez típicas da artrite, além de fortalecer os músculos e reparar o tecido conjuntivo.

Por que a mandioca previne problemas de pele?

Por ser fonte de vitamina C, a ingestão desse alimento é importante para a manutenção da saúde da nossa pele. O colágeno que é produzido a partir dessa substância retarda o envelhecimento precoce e, com isso, evita o surgimento de manchas, rugas, marcas de expressão e secura.

Um outro nutriente presente nessa raiz é o resveratrol, que tem efeito protetor da pele. Estudos mostram que essa substância aumenta a resistência da pele aos danos causados ​​pelos raios ultravioletas.

Essa raiz é indicada para diabéticos?

Quem tem diabetes tipo 2 precisa consumir alimentos ricos em fibras. Isso porque elas retardam a digestão e, com isso, evitam os picos de glicemia, que podem surgir por causa da resistência à insulina. Uma dieta rica em fibras regular os níveis de açúcar no sangue e até controla o colesterol. Por tudo isso, diabéticos não só podem como devem inserir a mandioca na dieta.

Ela é fonte de energia?

O que dizer de um alimento que não falta à mesa do maior corredor da história, Usain Bolt? A mandioca é rica em carboidratos complexos, liberados mais lentamente no organismo, o que evita picos de açúcar no sangue. Por essa razão, esse é um bom alimento para ser inserido na dieta de quem pratica atividades físicas regulares, antes do treino.

Pessoas celíacas podem consumir a mandioca?

Sim.A mandioca é livre de glúten, proteína que tem sido vista como inimiga das dietas e que não deve ser consumida por pessoas celíacas (que são aquelas que têm intolerância a essa proteína).

Esse é um alimento indicado para grávidas?

O acido fólico (vitamina B9) presente na mandioca a torna um bom alimento para gestantes. O nutriente reduz as chances de má formação neural no feto.

Como consumir a mandioca?

Definitivamente, a raiz é um alimento versátil. Pode ser consumida frita, cozida ou ensopada e dela se faz farinha, fécula e polvilho, de onde também é preparada a tapioca. A folha desse vegetal também pode ser usada na produção de shampoo, sabões e outros produtos de higiene pessoal. Nos últimos tempos, passou-se a vender também suplementos em pó e em cápsulas feitos a partir do extrato de mandioca, sejam de suas folhas, da casca ou da raiz.

É permitido consumir a mandioca crua?

De forma alguma. O consumo cru da raiz pode causar envenenamento por uma substância chamada cianeto e gerar crises de vômito, enjoo, dores no estômago e de cabeça. Por isso, só consuma o alimento depois de cozido. A dica para isso descascar a raiz mergulhada em água e em seguida levar ao fogo.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!