Linhaça
Linhaça

Diferenças entre a linhaça dourada e a linhaça marrom

por Redação
em 13 de fevereiro de 2017

Linhaça no iogurte, salada com linhaça, cookie de linhaça… e a lista de usos dessa pequena semente vai ao gosto do freguês. Mas não de qualquer freguês. A linhaça dourada ou marrom fazem parte da lista de compras de quem já descobriu que essas sementes são supergrãos que ajudam a controlar e a prevenir patologias quando incluídas na alimentação.

Além da grande concentração de ômega 3, na composição da semente de linhaça também há fibras, proteínas, vitaminas A, B1, B6, B12, E, potássio, sódio, magnésio, fósforo, ferro, cobre, zinco, manganês, selênio e ômega 6.

Linhaça

A linhaça é um alimento funcional, ou seja, além da nutrição é capaz de agir em benefício da saúde, prevenindo e combatendo doenças. Foto: Istock/Getty Images

Propriedades da linhaça

“Nestes últimos 20 anos, temos centenas de publicações com informações técnicas, clínicas e pré-clínicas indicando as virtudes nutricionais, preventivas e terapêuticas da linhaça em câncer, diabetes, constipação e doenças intestinais, doenças cardiocirculatórias, obesidade e outros”, afirma Javier Andrés Vilanova Garcia, doutor e professor em nutrição.

São essas características que fazem com que a linhaça seja classificada como alimento funcional, nomenclatura dada aos alimentos que, além da nutrição, são capazes de agir em benefício da saúde, prevenindo e combatendo doenças. Parte da alimentação humana desde épocas remotas, muitos consideram a linhaça um dos primeiros superalimentos cultivados do mundo.

 

Linhaça dourada ou linhaça marrom, qual a melhor?

Que o benefício existe, isso é certo. A dúvida de muitos de nós é como escolher o melhor entre os dois tipos de linhaça: dourada ou marrom? A boa notícia, nesse caso, é que a diferença não tem relação com a eficácia. Em termos nutricionais, ambas são muito parecidas. “Em porcentagens, a linhaça marrom tem 22% de proteínas e 44% óleos, enquanto que a linhaça dourada apresenta 29% de proteínas e 43% de óleos”, esclarece Javier.

A linhaça dourada é mais cara por uma questão geográfica. Por ser encontrada em locais de clima frio, ela é geralmente importada, o que encarece o produto. Já a linhaça marrom é nativa da região mediterrânea e já está adaptada ao solo brasileiro e ao clima quente e úmido, logo sua produção pode ser também local.

linhaça marrom

A linhaça marrom apresenta a casca um pouco mais dura e resistente e um gosto mais forte e mais amargo. Foto: Istock/Getty Images

Já o sabor tem algumas diferenças. A linhaça dourada tem a casca mais fina e um sabor mais suave. Já a marrom apresenta a casca um pouco mais dura e resistente e um gosto mais forte e mais amargo. No entanto, como o cereal costuma ser ingerido misturado a outros alimentos ou triturado, isso acaba nem sendo percebido.

Como comer linhaça?

Segundo os nutricionistas, o consumo diário da linhaça não deve passar de 10 gramas, o equivalente a uma colher de sopa, o que soma aproximadamente 70 calorias. Ingerir quantidades superiores pode provocar constipação devido a grande quantidade de fibras ingeridas.

Por fim, uma curiosidade: o nome linhaça vem exatamente de linho, o tecido. A planta é utilizada há milênios e, enquanto as fibras continuam a ser utilizadas na fabricação de tecidos, a semente guarda toda essa riqueza nutricional.

Receitas com linhaça dourada ou marrom

Receita de Esfiha Integral com Linhaça

Receita de Pão Integral com Linhaça

Receita de Molho para Saladas com Linhaça Dourada

LEIA MAIS
Entenda as diferenças entre chia e linhaça
LEIA MAIS
Conheça melhor a linhaça, suas propriedades e benefícios

Sugestão Jasmine

A Jasmine comercializa a linhaça dourada e marrom em várias versões: além das sementes de linhaça dourada ou marrom, tem também biscoito com linhaça, farinha de linhaça dourada e a receita exclusiva da Jasmine Alimentos, linhaça e chia, chamada Linchia.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!