Banana: a fruta preferida dos brasileiros faz muito bem à saúde

por tatiana.barros
em 20 de março de 2018

Não tem para nenhuma outra. Ela é a fruta queridinha dos brasileiros. A banana é encontrada em todo o país, seja em que estação for, uma vez que se trata de um fruto dos trópicos, cujo cultivo é completamente adaptado ao nosso clima. Sorte a nossa! Afinal, nada melhor do que contar na dieta diária com uma opção nutritiva, saborosa e extremamente versátil.

LEIA MAIS
Conheça os tipos de frutas e seus benefícios
LEIA MAIS
Saiba quais são as principais frutas que emagrecem

Apesar de tão consumida, você conhece todos os seus benefícios? Uma coisa já adiantamos: com tantas vitaminas e minerais, essa é uma grande aliada na manutenção da sua saúde.

A banana realmente evita cãibras?

Quem sofre com esse incômodo, certamente, já ouviu alguma recomendação para comer mais banana. E essa, de fato, é uma das funções da fruta. Isso acontece devido à grande concentração de potássio em sua composição. Quando o organismo está com uma baixa quantidade desse mineral, o resultado são as doloridas cãibras.

Por que trata-se de um bom alimento para atletas?

Além dessa questão das cãibras, tão comuns entre quem pratica atividades físicas, a banana ainda fornece boas quantidades de carboidratos, que conferem energia antes dos treinos para realizar todos os exercícios propostos. Ela é também uma ótima opção para o pós-treino, por reparar as fibras musculares danificadas.

O coração também é beneficiado com esse consumo?

Sim. Outra função do potássio é estabilizar os batimentos cardíacos. Esse fator, combinado com o fato de se tratar de uma fonte pobre de sódio, faz com que o alimento proteja o sistema cardiovascular contra o aumento da pressão arterial, o ataque cardíaco e o derrame.

A banana faz bem para a saúde dos olhos?

Faz, e isso é graças à vitamina A, nutriente essencial para os olhos e a visão. A vitamina protege as membranas que envolvem os olhos e auxiliam no processamento da luz pela córnea. Por isso, o consumo regular reduz as chances de desenvolver cegueira noturna.

Banana pode estar na dieta de quem quer emagrecer?

Ela pode ser uma aliada nesse objetivo, uma vez que ajuda a reduzir o desejo por consumir alimentos ricos em açúcar, além de conter um baixo nível de calorias. E não apenas isso. A banana ainda é rica em fibras solúveis, que são aquelas que prolongam a digestão, o que faz com que demoremos mais tempo para sentir fome. Comendo menos, a perda de peso é uma consequência.

Por que a banana é boa para a digestão?

Como já falamos, essa é uma fruta rica em fibras (uma banana tem cerca de 10% do total em fibras que devemos ingerir por dia). E são essas fibras que regulam a flora intestinal, eliminando toxinas e ajudando a evitar problemas como constipação, flatulência, diarreia e outros.

O consumo da fruta também ajuda o humor?

É verdade! A fruta concentra alguns antioxidantes que têm como função regular a liberação de dopamina no cérebro, um dos neurotransmissores do bem-estar. Outra substância presente é o triptofano, aminoácido que é convertido em serotonina, outro neurotransmissor da felicidade.

De que forma a banana faz bem para a pele?

O que acontece é que ela tem boas quantidades de vitamina C, nutriente importante para a produção de colágeno, a proteína que garante elasticidade à pele. Outra substância que faz parte da síntese de colágeno é o manganês, que também está presente na fruta. Isso propicia uma pele mais jovem e livre das indesejáveis rugas.

Diabéticos podem consumir banana?

Provavelmente, você irá encontrar diferentes opiniões sobre esse assunto. Há quem não recomende a fruta para quem sofre de diabetes porque ela contém amido e açúcar, o que poderia causar aumento da glicose no sangue. No entanto, a banana tem um baixo índice glicêmico, o que faz com que ela não eleve tanto os níveis de açúcar. Mas é claro que, para isso, é necessário um controle! Não se deve comer muito, e é recomendado o monitoramento constante.

A casca da banana faz bem?

Por um tempo, houve a crença de que essa parte da fruta poderia trazer malefícios. Mas estudos comprovaram justamente o contrário. A casca é rica em vitaminas B6 e B12, magnésio e potássio. Há lugares em que ela é servida cozida ou frita e, até mesmo, como ingrediente de vitaminas. Quanto mais madura a fruta estiver, mais doce também será a casca. Só não se esqueça de lavar bem.

Quais os principais tipos de banana existentes?

Os cinco tipos mais populares no Brasil são:

Banana-nanica (banana-d’água): Esse é o tipo mais popular no país e tem esse nome devido ao tamanho da sua bananeira. Ela é indicada para fazer bolos, mas é preciso moderação ao consumi-la, pois tem um leve efeito laxante.

Banana-ouro: É a mais doce e mais calórica da lista, sendo boa opção para bolos e vitaminas.

Banana-da-terra: Essa é a espécie com maior concentração das vitaminas A e C. Uma boa forma de consumi-la é cozida ou frita.

Banana-maçã: Seu nome se deve ao fato de exalar um perfume que lembra o da maçã. Por ter uma polpa macia, é a mais indicada para bebês e idosos. É boa opção para quem está sofrendo de intestino solto.

Banana-prata: Essa é a espécie ideal para quem não tem pressa para comer, uma vez que ela dura até quatro dias depois de amadurecer. Bem versátil, pode ser consumida in natura, em vitaminas, fritas ou ser usada para fazer bananada.

Sugestão Jasmine

Você não resiste ao sabor da banana? Pois ela está presente em nosso potfólio de produtos. Para quem curte a fruta pura, temos a Banana Crocante, que equivale a duas bananas médias in natura e é livre de conservantes e açúcares. A Jasmine lançou também o Smoothie Maçã e Banana, um mix de sabor dessas duas frutas, também livre de conservantes e açúcares.

Para enriquecer o seu café-da-manhã vale a pena investir na Granola Integral de Banana e Canela, que é fonte de fibras, 10 vitaminas, cálcio e outros minerais.  Por fim, temos ainda as Rosquinhas de Maçã e Banana, opção de lanche integral, vegan e feita com GranFibras.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!