Fale Conosco

Hack pela Gastronomia une empresas, instituições e entidades em favor do mercado de food service

por Jasmine
em 25 de agosto de 2020

Título: Hack pela Gastronomia une empresas, instituições e entidades em favor do mercado de food service
Data da Publicação: 24/08/2020
Veículo: Gazeta do Povo
Tipo de Mídia: Site – Cidade/UF: Curitiba / PR
URL: https://www.gazetadopovo.com.br/bomgourmet/hack-pela-gastronomia/empresas-instituicoes-e-entidades-se-unem-no-hack-pela-gastronomia
Impacto: Positivo


“A rede de apoio para ajudar o setor de alimentação fora do lar do país, tão afetado pela pandemia do coronavírus, ultrapassa barreiras, une concorrentes e empresas de diferentes segmentos de todo o Brasil. Juntas no Hack pela Gastronomia, realizado a partir de 1º de setembro pelo Bom Gourmet, corporações, instituições e entidades juntam forças para encontrar soluções reais e beneficiar os cerca de 1 milhão de negócios do setor em todo o Brasil.

Lado a lado como patrocinadoras master do evento estão a fintech paranaense Connecty Pay; a Gold Food Service, distribuidora curitibana de produtos especializada em food service; a Paganini, marca italiana de produtos alimentícios importada no Brasil pela Porto a Porto; e o Compra Food Service, marketplace da Unilever Food Solutions.

O Hack contará com uma série de talks temáticos sobre o mercado, realizados entre os dias 1º e 9, e um hackathon de cinco dias, entre 12 e 16 de setembro, que reunirá mentes criativas e representantes das empresas para ajudar na solução dos problemas dos negócios (confira tudo aqui). A ação resultará na criação de um banco de oportunidades e ideias para que toda a cadeia de food service se desenvolva ainda mais neste momento desafiador. As inscrições para participar dos talks e do Hack serão abertas no dia 1º de setembro.”

“entadas à mesma mesa para discutir soluções para cinco grandes temas dos desafios – negócios; comunicação; espaço; comportamento do consumidor e tecnologia – estão também a Jasmine Alimentos, uma das maiores referências em alimentação saudável do país; a multinacional do setor de eletrodomésticos Electrolux; e a empresa paranaense de água mineral Ouro Fino.

“São muitos nomes e empresas relevantes do mercado unidas para apoiar o setor de food service. Todo o evento foi concebido para funcionar como um grande debate de discussão aberta, que desenvolverá de forma colaborativa soluções para todos”, afirma Andréa Sorgenfrei, Head da Pinó, nova unidade da Gazeta do Povo que promove as marcas Bom Gourmet, GazzConecta e HAUS.

ACESSE O SITE do Hack pela Gastronomia e participe: é gratuito

Força do apoio

Além do trabalho de curadoria feito pela equipe do Bom Gourmet e pelos embaixadores Jussara Voss e Sergio Molinari, da Food Consulting, também é possível fazer a inscrição direta por empresas, instituições e entidades interessadas em apoiar o Hack pela Gastronomia. Neste grupo de apoiadores, o Hack já conta com nomes relevantes que desenvolvem trabalhos pela gastronomia local e nacional, como GoodTruck Brasil, Tutano Gastronomia, Curitiba Honesta, Comida di Buteco, Gastronomix, Grão Coletivo e muitos outros que ainda estão no processo de inscrição.”

“Instituições e entidades associativas ligadas à gastronomia também já confirmaram seu apoio ao evento como Escola Laurent Suaudeau, Centro Europeu; Uniopet; PUCPR, Abrasel-PR (Asssociação Brasileira de Bares e Restaurantes); Abrabar (Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas); Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC); Associação Paranaense de Supermercados (Apras); SindiAbrabar (Sindicato das Empresas de Gastronomia; Entretenimento e Similares de Curitiba); Feturismo (Federação das Empresas de Hospedagem, Gastronomia, Entretenimento e Lazer do Paraná); Senai Paraná (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Estado do Paraná); Sindiprom (Sindicado das Empresas Promotoras de Eventos do Paraná); Sipcep (Sindicato da Indústria da Panificação e Confeitaria do Paraná); e BSCA (Associação Brasileira de Cafés Especiais). Além disso, participam como apoiadores também os hubs de tecnologia Tambaqui Valley; Distrito e Campos Valley.

Juntos discutindo o futuro

Nos talks que irão discutir os principais desafios do setor nos cinco grandes temas do Hack participam mais de 45 profissionais do mercado de food service e da gastronomia nacional. Em um dos talks, o chef e empresário Alex Atala conversa com a chef paranaense Manu Buffara e o produtor cultural e chef Felipe Ribenboim, do Fru.to, sobre cozinha autoral e como os grandes chefs passarão pela crise.

Entre os nomes confirmados nas demais mesas redondas estão os chefs e empresários Jefferson e Janaína Rueda, d’A Casa do Porco e Bar Dona Onça; o empresário e restaurateur Marcelo Fernandes, do Gastronomia MF; o arquiteto Herbert Holdefer especializado em projetos de bares e restaurantes; Rodrigo Malfitani, professor e consultor da Escola de Gestão em Negócios da Gastronomia (EGG); o chef Thomas Troisgros, à frente do grupo de restaurantes da família Troisgros; o chef Luiz Filipe Souza, do Evvai; a catalã Joana Munné, responsável por grandes eventos gastronômicos pelo Brasil; Georges Schnyder, de Prazeres da Mesa; Lela Zaniol, do Destemperados; o historiador João Ferraz, da Casa do Carbonara; Adriana Salay Leme, do Mocotó; o chef e empresário Beto Madalosso; o consultor Felipe Zmoginski, da Inovasia e muitos outros.

Também participam como mentores dos grupos de trabalho no desenvolvimento das soluções durante o hackathon, nomes como Ely Mizhari, presidente do Instituto Food Service Brasil; Caio Falcão, head de M&A do iFood; Erik Momo, sócio da rede 1900 Pizzeria; Lucas Judice, fundador e CEO do AlmoçoGrátis; Luiz Silveira, fundador e CEO da Scuadra Embalagens; Rodrigo Barros, CEO da Boali; Daniel Silva; head de food service para a América Latina da Cargill e muito mais.”


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!