Fale Conosco

Dia das Crianças: 5 dicas para aumentar a imunidade dos pequenos

por Jasmine
em 9 de outubro de 2020

Postado no dia: 9 de outubro de 2020

Alimentação variada e saudável é a principal forma de proteger o sistema imunológico e garantir um desenvolvimento saudável

Febres, resfriados, infecções e alergias são preocupações constantes na vida dos pais de “plantão”. Aumentar a imunidade das crianças se torna uma prioridade, principalmente em tempos de pandemia. O sistema imunológico é o responsável por barrar vírus, bactérias, fungos e parasitas, e por isso precisa ser fortalecido para proteger o corpo dos pequenos. 

Segundo a engenheira de alimentos Melissa Gomide Carpi, os alimentos são os principais responsáveis pela tarefa de fortalecer a imunidade. “Uma alimentação saudável, rica em vitaminas e minerais, com macro e micro nutrientes, é essencial para aumentar a imunidade. Quando apresentamos às crianças uma alimentação saudável desde a infância, temos ainda mais chances de torná-las adultos conscientes da importância de escolher alimentos ricos, variados e saudáveis nas refeições, pensando em uma imunidade fortalecida a longo prazo”, explica a gerente de inovação de produto da Jasmine Alimentos.

Confira cinco dicas para aumentar a imunidade das crianças por meio da alimentação:

Vegetais verde-escuros

Rúcula, espinafre, couve e brócolis são alguns exemplos de vegetais com grande quantidade de ácido fólico e vitamina B9. “São substâncias que contribuem para uma maior resistência a infecções, por meio da formação dos glóbulos brancos. Os vegetais também atuam na defesa do intestino, um dos principais agentes patogênicos em crianças”, explica a engenheira de alimentos.

Castanhas

A castanha-do-pará e a castanha-de-caju são ricas em magnésio, zinco, selênio e vitamina E. “Elas atuam no funcionamento das células, neutralizam radicais livres, são antioxidantes e melhoram a imunidade, além de acelerar a cicatrização. Contudo, as castanhas não são muito populares entre as crianças. Por isso, elas podem ser consumidas em receitas, como cookies integraisgranolas e pães sem glúten saudáveis”, afirma Melissa.

Frutas cítricas

Frutas como limão, laranja, acerola e kiwi são exemplos ricos em vitamina C, que possuem forte ação antioxidante e evitam a ação de radicais livres, que deixam o organismo mais suscetível à ação de agentes invasores. “As frutas cítricas também auxiliam na absorção de ferro, o que contribui para prevenir o desenvolvimento da anemia, além de serem ricas em fibras, que facilitam a digestão”, comenta a gerente de inovação de produto da Jasmine Alimentos.

Aveia

Seja em formato de fareloflocos grandes ou flocos finos, a aveia é um ingrediente de grande importância na alimentação dos pequenos por ser completo. “É uma fonte nutritiva de vitaminas, além de conter magnésio, zinco e fibra solúvel. Juntos, esses componentes auxiliam no bom funcionamento do organismo e do coração, cuidando da imunidade e contribuindo para a manutenção de níveis normais de colesterol no sangue. A aveia também pode ser encontradas em receitas de cookiesrosquinhasbebidas vegetais orgânicas e smoothies, por exemplo. 

Chia e Linhaça

Se forem consumidas separadamente, a chia tem componentes que dão energia e saciedade, auxiliando no controle de peso. Já a linhaça, seja ela marrom ou dourada, revitaliza a saúde cardiovascular e tem ação antioxidante. Juntas, a chamada linchia reúne ômega 3, magnésio, zinco, vitamina A e vitaminas do complexo B, com uma alimentação completa para potencializar a imunidade.  

Sobre a Jasmine Alimentos

A Jasmine Alimentos é uma empresa referência em alimentação saudável. Com produtos categorizados em orgânicos, zero açúcar, integrais e sem glúten, a marca visa atingir o público que busca alimentos saudáveis de verdade e qualidade de vida. A operação da Jasmine começou de forma artesanal no Paraná, há 30 anos. A Jasmine está consolidada em todo Brasil e ampliando sua atuação para a América Latina. Desde 2014 a marca pertence ao grupo francês Nutrition et Santé, detentor de outras marcas líderes no segmento saudável na Europa.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!