Tendências Fitness para 2018
Tendências Fitness para 2018

As principais tendências fitness para 2018

por tatiana.barros
em 8 de dezembro de 2017

Quando um novo ano começa é hora de montar as famosas listas de resoluções para os próximos doze meses que se aproximam. E se o seu objetivo é investir em qualidade de vida, a prática de uma atividade física não pode ficar de fora dessas metas. No entanto, escolher o exercício ideal para seu perfil é um ponto que merece atenção especial. Afinal, precisa ser uma modalidade que atenda suas necessidades e que te dê prazer, caso contrário, manter a regularidade vai ser algo impossível. Por isso, é sempre bom ficar de olho nas de tendências fitness para 2018.

LEIA MAIS
Atividades físicas para quem não curte academia
LEIA MAIS
Conheça os melhores aplicativos fitness

Todos os anos, especialistas do American College of Sports Medicine (ACSM) realizam uma pesquisa com 4.133 de profissionais, de 43 países, para determinar as principais tendências de saúde e fitness. Veja quais são essas 10 principais tendências e defina qual combina mais com o seu perfil.

Tendências Fitness para 2018

1. HIIT

Essa modalidade é marcada por uma série de exercícios de alta intensidade, seguidos por um breve período de descanso, para depois ser reiniciado. No High-Intensity Interval Training (HIIT), há uma grande perda calórica e, por ser bem intenso, é preciso ser acompanhado por profissionais capacitados. Uma aula costuma ter meia hora de duração, no máximo.

2. Treinamento em grupo

Aulas coletivas, sejam de dança, funcional ou spinning, são uma ótima forma de motivação, além de serem muito mais animadas. Essas aulas costumam ser apropriadas para diferentes níveis, o que faz com que a evolução seja mais facilmente alcançada. Atualmente, são tendência ainda treinos coletivos de graça em espaços públicos, como meditação, yoga e corrida.

3. Wearables

Esse é um tipo de tecnologia de vestir, que inclui relógios, óculos, monitores de frequência cardíaca, e, inclusive, tecidos inteligentes, entre outros. O objetivo desses itens é monitorar e aumentar o desempenho dos atletas.

4. Treinamento com peso corporal

Essa não é nenhuma novidade, já que há séculos exercícios de resistência com o próprio peso já são utilizados. A grande vantagem é que esse é um tipo de atividade barato, já que é usado o mínimo de equipamentos possíveis e, portanto, é boa opção se o orçamento estiver mais apertado em 2018.

5. Treinamento de Força

Os exercícios de força são aqueles que visam o ganho de massa magra, como a musculação. Essa não é de fato nenhuma novidade, mas cada vez mais se tem comprovado os benefícios dessas atividades para além do aumento dos músculos e forma muscular, como também para a saúde cardiovascular e pulmonar.

6. Profissionais de fitness certificados e experientes

Nos últimos tempos, perfis fitness têm conquistado espaço nas redes sociais. Com isso, pessoas que não são certificadas em Educação Física e Nutrição conquistaram fama por compartilharem suas rotinas de treinos e dietas e assim influenciam milhares de outras pessoas. Diante desse cenário, o ranking reforça a importância de se procurar profissionais capacitados a montar um programa individual, de acordo com o seu perfil, carências e necessidades.

7. Yoga

Uma prática milenar e que, a cada ano, ganha mais adeptos. A yoga é uma atividade que busca muito mais do que o condicionamento físico, e tem como objetivo principal uma melhor qualidade de vida, baseada no autoconhecimento. E são diversas as modalidades de yoga disponíveis atualmente, como Power Yoga, Hot Yoga, Fly Yoga, Bikram Yoga, Ashtanga, Vinyasa Kundalin, entre tantos outros.

8. Personal Training

A grande vantagem de contar com um personal trainer é ter a certeza de ter um treino individualizado, que respeite os seus limites, além de ter um profissional todo o tempo acompanhando suas séries. Com isso, a evolução e alcance dos objetivos ficam mais fáceis.

9. Programas para terceira idade

Estudos mostram que a prática de atividades físicas é essencial para afastar problemas comuns nessa faixa de idade, como a depressão e até mesmo o Alzheimer. Melhor ainda se forem aulas em grupo, que promovam a interação com outras pessoas e assim elevem a autoestima. Entre modalidades indicadas estão pilates, funcional, hidroginástica, dança, entre outros.

10. Treinamento funcional

A ideia dessa modalidade é reproduzir desde alguns movimentos simples do dia a dia até os mais complexos, em sua maioria, usando o próprio peso corporal. Esses exercícios trabalham força, flexibilidade, equilíbrio, coordenação e resistência.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!