Quando é melhor deixar o treino de lado

por tatiana.barros
em 17 de novembro de 2017

A prática regular de atividades físicas é um dos pontos principais para uma vida saudável, não apenas para o físico como também para a mente e as emoções. Mas é preciso sempre ouvir os sinais que o seu corpo dá e, se ele reclamar e pedir um descanso, não discuta: é melhor deixar o treino de lado e relaxar.

Quando é melhor deixar o treino de lado

Há situações em que o melhor que você pode fazer para a sua saúde é, justamente, abrir mão dos exercícios. Respeitar esse pedido é justamente uma maneira de deixar o seu corpo se recuperar, porque o forçar pode apenas fazer com que aconteçam lesões ou que o problema de saúde se agrave.

LEIA MAIS
Dicas para retomar a rotina de treinos depois das férias
LEIA MAIS
Melhores podcasts de meditação guiada e relaxamento

Saiba em quais situações é melhor ficar em casa em vez de praticar atividade física.

Dor nas costas

É um sintoma comum de quem exagera na musculação ou tem uma postura incorreta. Forçar o treino pode piorar o processo inflamatório e aumentar a dor. Opte apenas pelo repouso e compressas quentes no local.

Ressaca

Quantas vezes você deixou de treinar na segunda-feira porque exagerou nos drinks durante o fim de semana? Se acontecer novamente, não precisa sentir culpa por ficar em casa. Isso porque o álcool em excesso provoca uma desidratação, que vem acompanhada ainda da perda de cálcio e magnésio, nutrientes que regulam as contrações musculares. Forçar o treino só fará com que você se sinta mais fraco e sem energia.

Gripe

Para se recuperar de infecções, como gripes e resfriados, o nosso corpo precisa de repouso. Após se sentir melhor, retome os treinos aos poucos, até se sentir completamente recuperado. E ficar em casa ainda é uma forma de evitar que outras pessoas da academia sejam contaminadas.

Insônia

O nosso corpo precisa de uma noite completa de sono para se recuperar. Portanto, se você passou a noite em claro, é normal se sentir cansado. Por isso, tudo bem deixar o treino de lado. Se a insônia persistir, procure um médico para avaliar a causa do problema e procure mecanismos que possam auxiliar nesse descanso.

Cólica menstrual

O período da menstruação é acompanhado de uma necessidade de recolhimento. Mas, na verdade, você não precisa abrir mão completamente da rotina de atividades físicas. A dica é optar por atividades mais tranquilas, como yoga, relaxamento e alongamento.

Dor de cabeça

Se você costuma praticar atividades que envolvam agachamentos, pulos e outros exercícios que exijam muito do corpo, a dica é relaxar. Pegar pesado pode aumentar os sintomas, especialmente se você sofre de enxaqueca. Opte por descansar, meditar ou, no máximo, praticar algo leve, como caminhada.

Diarreia ou vômito

Esses dois problemas causam desidratação. Por isso, nada de praticar atividades que colaboram ainda mais para a perda de líquidos. Descanse e beba muita água!

Atenção: Em todos esses casos, a hidratação é fundamental. Se os sintomas persistirem, procure um médico.

 


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!