Exercícios funcionais
Exercícios funcionais

O que são exercícios funcionais e quais seus benefícios

por Redação
em 2 de maio de 2014

Um jeito natural e saudável de se exercitar

Praticar exercícios e se alimentar corretamente faz bem à saúde. Essa antiga recomendação continua sendo indicada para todos e, para segui-la no dia a dia, é preciso fazer das boas práticas um hábito. Para auxiliar nessa tarefa e condicionar o corpo de forma mais natural, foi criado o treinamento funcional. “O treinamento funcional é excelente  para quebrar a rotina da academia e dos aparelhos de musculação. Os exercícios motivam, são desafiadores e quem segue esse método tem a possibilidade de alcançar a funcionalidade corporal natural de seu organismo, além de gerar um corpo mais saudável e bem condicionado”, explica a personal trainer Ana Paula Gavleta. Os exercícios são indicados para qualquer indivíduo, de qualquer idade, “desde crianças até idosos, de atletas a sedentários”, diz a profissional.

O que são os exercícios funcionais?

Na mesma esteira dos alimentos funcionais, os exercícios funcionais têm chamado a atenção ultimamente. Mas o que são exatamente? “Toda vez que movimentamos nosso corpo precisamos de uma ação integrada envolvendo pele, articulações, músculos, etc. A partir dessa lógica foi criado o treinamento funcional, que tem como princípio preparar o organismo de maneira global, usando os padrões fundamentais do movimento humano – como empurrar, puxar, agachar, girar, lançar, dentre outros – envolvendo a integração do corpo todo”, conta Ana Paula.

Essa visão abrangente permite que o treinamento funcional resulte em um fortalecimento muscular com consciência corporal e equilíbrio, elementos muitas vezes deixados de lado nos treinamentos convencionais. “Em muitos exercícios a única carga utilizada é o próprio peso corporal. A flexão de braço e a barra fixa são exemplos de exercícios funcionais”, explica a personal trainer. Vale ressaltar que o treinamento deve ser elaborado e acompanhado por um profissional de Educação Física.

Principais benefícios dos exercícios funcionais

Os exercícios funcionais ajudam nos seguintes aspectos:

–    Desenvolvimento da consciência e controle corporal
–    Melhoria da postura
–    Melhoria do equilíbrio muscular
–    Diminuição da incidência de lesões
–    Melhora do desempenho atlético
–    Estabilidade articular (principalmente da coluna vertebral)
–    Aumento da eficiência dos movimentos
–    Melhora da força e coordenação motora
–    Melhora da resistência central (cardiovascular) e periférica (muscular)
–    Melhora da lateralidade corporal
–    Melhora da flexibilidade

A associação de exercícios funcionais a uma dieta equilibrada ajuda a potencializar seus benefícios. Para elaborar uma dieta poderosa, consulte um profissional de nutrição, que saberá indicar os alimentos mais importantes para o seu perfil. Faz parte da categoria “alimento funcional” aquele que produz efeitos benéficos à saúde quando consumido na dieta habitual. Eles têm sido muito estudados e, embora não curem, apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças.

Vantagens dos exercícios funcionais 

1- São exercícios naturais

Exercícios funcionais são os movimentos naturais do ser humano, como correr, puxar, agachar, pular e empurrar. Em um treino funcional, muitos exercícios são realizados apenas com o peso do próprio corpo somado ao equilíbrio.

“O treinamento funcional é uma alternativa não convencional planejada para melhorar o desenvolvimento das capacidades físicas conforme o objetivo de cada indivíduo, seja ele um atleta ou uma pessoa que esteja apenas em busca de qualidade de vida”, conta a profissional de educação física Ana Paula Azevedo.

2- Trabalham o corpo de forma integrada

“No treinamento funcional, geralmente, trabalha-se com vários grupos musculares ao mesmo tempo, e não de forma isolada como na musculação. Dessa forma, ganha-se tempo uma vez que é possível trabalhar a percepção do próprio corpo, por exemplo, enquanto membros inferiores são exigidos em um agachamento”, comenta Amanda Veiga, também profissional de educação física.

Cropped image of a slim woman in sportswear with a skipping rope in her hands on the beach in the morning

A prática constante desenvolve a força muscular, equilíbrio, flexibilidade, sistema cardiorrespiratório e coordenação motora, com o objetivo de melhorar o condicionamento físico nas atividades mais básicas do dia a dia.

3- Cada dia uma aula diferente!

“É uma atividade dinâmica, pois as sequências de exercícios dos circuitos são diferentes a cada aula. As aulas geralmente funcionam na forma de circuito com exercícios que desenvolvam as capacidades básicas. O professor estabelece um tempo para cada movimento ou um número de repetições e todos os alunos passam por todas as estações”, explica Amanda Veiga.

Além disso, os equipamentos utilizados fogem aos tradicionais, ajudando a diversificar os exercícios. Em um circuito podem ser utilizados materiais alternativos, como bolas, borrachas, fita suspensa, halteres, barras, camas elásticas, cones, entre outros.

LEIA MAIS
Atividade física no inverno: benefícios de se exercitar em dias frios
LEIA MAIS
5 locais para fazer exercícios ao ar livre em SP (além dos parques!)

4- Podem ser feitos na academia, no parque, em grupo ou individualmente

A prática dos exercícios funcionais pode ser feita em qualquer lugar: em casa, na praia e até em parques. “Diferente da musculação, na qual máquinas e baterias de cargas são necessárias, no exercício funcional com apenas o peso do corpo e alguns acessórios já é possível fazer um treino bem completo. Por outro lado, por serem exercícios livres, a boa orientação torna-se ainda mais importante para não ocorrerem lesões”, alerta Amanda.

Closeup shot of focused and determined young man standing at starting line with competitors in background. Runners standing at starting line of a marathon race.

5- São bons para o corpo e para a mente

As séries utilizadas nos circuitos são intensas e com tempo limitado. Essa intensidade exige do corpo condicionamento físico e agilidade. Já a sequência de diferentes exercícios exige da mente concentração e coordenação motora. “Quando você está fazendo um exercício funcional, seja ele qual for, é necessário utilizar a força do corpo e a concentração para exercitá-lo como, por exemplo, o equilíbrio na bola suíça, é preciso recrutar a força e também a concentração para não cair”, conta a professora Ana Paula.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!