Ballet Fitness
Ballet Fitness

Ballet Fitness: a modalidade de dança que define o corpo

por Redação
em 4 de abril de 2016

 

Para quem não gosta dos exercícios repetitivos da musculação ou não se identifica com o ambiente da academia, é um desafio encontrar uma atividade para manter a forma e que seja, ao mesmo tempo, agradável. E foi graças à proposta de definir os músculos com os diferentes movimentos da dança que o Ballet Fitness se tornou uma das atividades preferidas das mulheres que desejam se divertir enquanto cuidam da saúde do seu corpo.

O que é o Ballet Fitness?

A modalidade criada pela bailarina Betina Dantas é a combinação do Ballet Clássico com movimentos fitness, como agachamentos, abdominais e flexões (barra e chão). O grande diferencial das aulas é o fato de que em cada dia são apresentadas novas sequências para estimular a frequência das alunas, fugindo das monotonias das atividades tradicionais.

Mais do que pelo fato de ser uma atividade prazerosa, o Ballet Fitness conquistou adeptas e cada vez mais um maior espaço em estúdios de dança e academia pelos seus amplos benefícios. Em primeiro lugar, melhora a flexibilidade e a postura, duas características marcantes em toda bailarina. Mas as vantagens da aula vão muito além disso, trabalhando também agilidade, resistência muscular, alinhamento corporal, força abdominal e lombar. E mais: equilíbrio, definição muscular, emagrecimento (devido à queima calórica de cada aula) e condicionamento cardiorespiratório. 

LEIA MAIS
Aula de dança: faz bem à saúde, ao humor e à autoestima
LEIA MAIS
Balletball: nova tendência fitness une força e elegância

As aulas costumam ter 1 hora de duração e, neste período, a aluna pode chegar a gastar até 794 calorias, dependendo do seu nível. Em entrevista à revista Corpo a Corpo, Betina Dantas destacou o que faz da modalidade um opção completa: ”Por ser uma aula muito dinâmica (tipo circuito e “estações” de exercícios), que mescla aeróbico com anaeróbico, a praticante consegue resultados incríveis no físico. Esta técnica constrói um corpo diferenciado, esculpido, tonificado, elegante e flexível. As músicas animadas ainda melhoram o bem-estar e a autoestima”, enumerou.

A especialista reforçou ainda que o método apresenta um menor desgaste físico quando comparado com 30 minutos de corrida, havendo um menor estresse cardiovascular e uma maior oxidação de gordura.

Quem pode praticar Ballet Fitness?

Betina indica as aulas para, desde bailarinos profissionais que precisam de um fortalecimento muscular, até iniciantes que nunca praticaram ballet, mas sempre tiveram essa vontade. “É indicada também para quem já tem base de ballet e/ou fez algumas aulas, mesmo que há alguns anos. Quem pretende começar a minha aula, indico ter um conhecimento básico de ballet para acompanhar o ritmo e saber os nomes dos passos”, recomendou.

A criadora do Ballet Fitness destaca que, embora não haja restrição específica em relação há quem não deve praticar as aulas, é importante que o professor fique atento às especificidades de cada aluna. Assim, ele pode ter uma atenção especial sobre os movimentos que cada uma deve realizar ou não. “Se alguém tiver, por exemplo, qualquer problema no joelho, não executará um grandpliê na sua máxima amplitude e/ou não fará algumas posições específicas do Ballet clássico que possam ser prejudiciais”, exemplica.

Sugestão Jasmine: Alimentação adequada para a prática de Ballet Fitness

Não é novidade que para a prática de qualquer atividade física, uma boa alimentação faz toda a diferença. E no Ballet Fitness, não poderia ser diferente! Ingerir bastante água e consumir alimentos naturais e integrais, ricos em fibras, proteínas e vitaminas ajudam a manter o corpo em forma e potencializa os resultados.  

Para ajudar a repor as energias depois da aula, que tal experimentar um dos nossos deliciosos Smoothies? E para acompanhar, você pode acrescentar as nossas Superfrutas, as Frutas Crocantes e as Barras de Granola. Para uma alimentação diária gostosa e saudável, conheça a nossa linha completa de produtos. Experimente!

 

 


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!