suplementos artificiais
suplementos artificiais

Como substituir os suplementos artificiais por alimentos naturais

por carolina.lavinas
em 20 de junho de 2017

Uma corrida matinal para começar o dia com energia ou aquela musculação após uma tarde estressante de trabalho. Não importa qual a atividade escolhida, o importante é não deixar o sedentarismo dominar. E essa consciência nunca esteve tão em alta. Mexer-se é a palavra de ordem de quem já entendeu que não existe qualidade de vida sem uma atividade física regular. E, como a alimentação colabora para melhores resultados no treino, tem crescido a busca por suplementos artificiais. Um equívoco a ser resolvido.

LEIA MAIS
O que comer no pré e pós-treino
LEIA MAIS
4 trocas saudáveis para melhorar o resultado do treino

Segundo a nutricionista Ana Cristina Ulhôa, os suplementos devem ser usados apenas com prescrição médica. “O que vemos muito, atualmente, é o uso desses produtos de forma indiscriminada, em substituição a uma dieta natural e balanceada. Isso é um risco para saúde, pois pode ocasionar carência de vitaminas e minerais, além de provocar lesões no fígado e nos rins”, alerta.

A nutricionista explica que o uso de alimentos naturais tem a vantagem de se saber exatamente o que se está ingerindo e o efeito de cada nutriente no organismo.

Como substituir o suplemento por alimentos naturais

Cada alimento possui uma ação específica em nosso corpo e, por isso, a alimentação pode ser uma aliada de acordo com o objetivo de cada um. Confira as combinações mais apropriadas:

Para gerar energia

Quem deseja uma carga extra de energia para começar a se exercitar, especialmente, naqueles dias em que a preguiça prevalece, pode substituir a suplementação artificial BCAA por alimentos como o frango, que tem os mesmos aminoácidos encontrados no suplemento. A quinoa é boa opção para vegetarianos e veganos.

suplementos artificiais

Foto: Istock/Getty Images

Para perder peso

Os suplementos maltodextrina ou dextose costumam ser consumidos por quem deseja eliminar gordura, por serem fontes de carboidratos essenciais. No entanto, podem ser substituídos por alimentos como frutas secas e barras de cereais. A queima de gordura também pode ser alcançada ao inserir na dieta itens como gengibre, pimenta, canela e chá verde. É comum ainda o uso de um suplemento chamado L.A., para a queima de gordura abdominal. Esse produto pode ser trocado por castanhas, que são fontes ricas em ácido linoleico.

Para hipertrofia:

Se o objetivo é ganhar massa magra, é preciso aumentar a ingestão protéica. Para isso, nada melhor do que lançar mão de alimentos como proteína da soja, proteína do arroz, feijão e ervilha. Outros alimentos que merecem entrar na dieta são aqueles de origem animal, como carne vermelha, peixes, frango e queijo. O Whey Protein, um dos suplementos mais usados por quem faz musculação, pode ser substituído por ricota light.

Outras substituições que podem ser feitas:

Caseína por iogurte desnatado: Esse é um suplemento que é absorvido lentamente no organismo. E o iogurte, assim como o leite de arroz, também possui esse efeito.

Albumina por clara de ovo: A Albumina é a própria clara do ovo desidratada. Portanto, nada melhor do que investir na fonte natural, não é mesmo?

Creatina por carne vermelha: A creatina é uma proteína encontrada na carne vermelha. Um bife possui 1g do nutriente, sendo que 3g é a quantidade ideal a ser consumida diariamente.

Suco de beterraba é aliado no pré-treino

Um aminoácido é especialmente conhecido de quem costuma praticar atividades físicas: a arginina. De acordo com a nutricionista Ana Cristina Ulhôa, por ser precursora de óxido nítrico, ela melhora a função circulatória, aumenta o fornecimento de oxigênio e melhora o desempenho nos exercícios. “A arginina ainda diminui o desequilíbrio energético e a pressão arterial. Por ser vasodilatador, facilita a entrada de nutrientes nos músculos”, completa.

Um alimento natural que se transforma em óxido nítrico, assim como a arginina, é a beterraba. “Quando usada na forma de suco como pré-treino, ela tem os mesmos benefícios da arginina. O ideal é o consumo de no mínimo 140 ml de suco de beterraba no pré-treino. Mas atenção: por ser fonte de oxalato, o seu consumo pode aumentar a formação de cálculos renais, principalmente em quem tem histórico da doença e bebe pouca água. Como sempre, a individualidade bioquímica deve prevalecer”.

A nutricionista reforça que não existe receita padrão quando se trata de prescrição nutricional. Por isso, é importante que se faça uma consulta com o especialista, para que ele crie um programa alimentar e de suplementação natural personalizada, levando em conta carências, necessidades, estilo de vida, perfil e objetivos.

Receitas Jasmine

Salada no pote com soja e sementes Jasmine

Bolinho de quinoa, chuchu e espinafre

Sugestão Jasmine

Quer investir em alimentos que substituem os suplementos artificiais? A Jasmine conta com algumas opções para entrar na sua dieta: No nosso portfólio de produtos você encontra a quinoa em quatro diferentes opções: a Quinoa Real Mista em Grãos Orgânica, que é um mix de grãos de quinoa integral orgânica branca e vermelha, a Quinoa Real em Grãos, feita com quinoa orgânica e a Quinoa Real em Flocos, produzida com quinoa integral laminada orgânica.  Temos ainda o Extrato de Soja, produzido a partir de soja não transgênica, e outros produtos derivados do grão, tais como a PTS – Proteína Texturizada de Soja, o Soylait, a Farinha de Soja Integral Orgânica, a Soja em Grãos Orgânica e os deliciosos Soytoast.

 


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!