Fale Conosco
como-evitar-desperdicio-de-alimentos
como-evitar-desperdicio-de-alimentos

9 dicas de como evitar o desperdício de alimentos

por Redação
em 18 de dezembro de 2019

Você sabia que cada brasileiro joga mais de 41 quilos de comida no lixo todos os anos? E que metade de todo o lixo produzido no país são sobras alimentares? Esses são os dados obtidos por uma pesquisa sobre o desperdício de alimentos realizada em 2019 pela Embrapa e pela Fundação Getúlio Vargas.

Muito presente no Brasil, a ideia de que “é melhor pecar pelo excesso do que pela falta” gera problemas econômicos e ambientais. Afinal, além de fazer com que você gaste mais, o planeta sofre com o uso desnecessário da água e do solo e com a emissão de poluentes durante a produção agrícola.

Contudo, essa mesma pesquisa revelou que 94% dos entrevistados estão cientes das consequências desse hábito e sabem que deveriam tentar reduzi-lo. Pensando nisso, nós elaboramos esta lista com dicas de como evitar o desperdício de alimentos em casa. Confira:

1. Vá ao supermercado com uma lista de compras

Antes de ir ao supermercado, faça um planejamento das refeições da semana e anote tudo o que você vai precisar. Em seguida, verifique quais alimentos você já tem na geladeira ou no armário e elabore sua lista de compras com os itens realmente necessários.

2. Faça compras com mais frequência

Quando aumentamos a frequência com que vamos ao supermercado, fica mais fácil comprar os produtos que realmente vamos utilizar, o que nos ajuda a evitar os estoques e o desperdício de alimentos. 

Por isso, é mais vantajoso fazer compras uma vez por semana do que uma vez por mês, por exemplo.

3. Evite fazer grandes estoques de alimentos

Por mais atraente que seja uma promoção, estocar alimentos é uma atitude que favorece o desperdício, pois nem sempre conseguimos consumir todos os produtos dentro do prazo de validade. 

Dessa forma, o ideal é comprar apenas aquilo que sabemos que logo será utilizado. Outra dica para aproveitar as ofertas sem desperdiçar alimentos é substituir algum item da lista de compras pelos produtos em promoção.

4. Organize os alimentos pela data de validade

Ao chegar do supermercado, guarde os produtos mais novos sempre atrás ou embaixo dos itens que você já tem na geladeira ou no armário.

Dessa forma, os itens que têm data de validade mais próxima serão utilizados primeiro, já que estarão sempre à mão. 

5. Reaproveite as sobras do dia anterior

Embora muita gente não goste de reaproveitar as sobras, elas podem ser consumidas por até 48 a 72 horas quando são armazenadas na geladeira e em recipientes hermeticamente fechados.

Para tornar as sobras mais atrativas e estimular seu consumo, a dica é utilizá-las em pratos diferentes. Por exemplo: o arroz pode virar bolinhos ou arroz de forno, e as carnes podem ser utilizadas para o preparo de tortas e recheios.

6. Congele o excesso de comida

Se você preparou comida em quantidade maior do que será consumida, procure congelar o excesso em porções menores.

Assim, você facilita o seu dia a dia por já ter alguns pratos semiprontos e evita o desperdício de alimentos. 

7. Não julgue apenas pela aparência

É muito importante estar atento às alterações de cor, odor e textura dos alimentos, pois elas podem indicar quando um item não está mais em condições de ser consumido.

Porém, muitas vezes basta retirar a parte danificada para que produtos como frutas, legumes ou verduras possam ser consumidos normalmente. Portanto, antes de jogar fora, veja se é possível aproveitar as partes em bom estado.

8. Aproveite os alimentos integralmente

Talos, cascas e sementes costumam ir diretamente para o lixo, mas, muitas vezes, eles são ainda mais nutritivos do que as partes que consumimos no dia a dia. Por isso, vale a pena se informar sobre quando e como eles podem ser utilizados. Alguns exemplos são:

  • A batata-inglesa pode ser consumida cozida ou frita com casca;
  • Cascas de frutas como abacaxi, maçã, manga etc. podem ser utilizados em sucos;
  • Talos de couve, agrião, brócolis, couve-flor, espinafre etc. podem ser refogados ou utilizados em bolinhos, tortas e sopas;
  • Cascas de legumes podem ser utilizados em cremes batidos, purês e suflês;
  • Sementes de abóbora e melão podem ser torradas e servidas como aperitivo.

9. Planeje muito bem a comida da ceia de Natal e Ano-Novo

Reunir a família e os amigos para a ceia de Natal e Ano-Novo costuma ser sinônimo de mesa farta, o que frequentemente também significa desperdício de alimentos.

Além disso, o cardápio das festas de fim de ano geralmente inclui uma grande variedade de pratos, diminuindo o tamanho das porções consumidas pelos convidados. Lembre-se desse fator ao calcular quantidade de comida a ser preparada.

Colocar em prática essas dicas para evitar o desperdício de alimentos ajuda você a economizar e contribui para o uso racional dos recursos naturais. Você só tem a ganhar ao adotar esses novos hábitos!

Fonte(s): Mesa Brasil, Ministério da Saúde, Saúde Abril, Ecycle, G1 [1] e [2]


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!