Fly yoga
Fly yoga

Carla Asevedo: como a ex-decoradora encontrou a cura no fly yoga

por tatiana.barros
em 10 de dezembro de 2017

Não estar feliz com sua vida atual e decidir mudá-la completamente. Não é raro ouvir histórias assim, de pessoas que não se sentiam mais realizadas em suas profissões e rotina. Mas às vezes é preciso passar por um momento complicado da vida para ter coragem de virá-la em 180 graus. E isso foi o que aconteceu com a professora de yoga Carla Asevedo.

Até quatro anos atrás, Carla era decoradora de interiores, envolvida com todas as obras e estresse com clientes, típicos da profissão. Foi  nessa época que ela descobriu um problema de saúde, que a fez colocar toda a vida em perspectiva. “Quando você acha que vai morrer, passa a reavaliar tudo. E foi nesse momento que revi minha vida e coloquei na balança o que estava errado. Pensei no que eu deixaria para as pessoas se eu morresse”, conta.

O Fly Yoga e uma nova vida

Em meio a esse turbilhão, ela partiu para um retiro de yoga do mestre Pedro Franco, em uma fazenda na Chapada dos Veadeiros. “Nesse retiro, me encontrei. Vi que vivia uma vida tóxica, com relacionamento pouco saudável e que estava no piloto automático. Lá me reconectei e reencontrei a Beta Arruga, uma amiga que me ajudou muito. Ela me apresentou o João de Deus e iniciei um processo de cura completa, que é muito mais ampla do que apenas física. Por tudo isso, essa questão de saúde me fez acordar para outras coisas”, relembra.

LEIA MAIS
Dicas de lugares para fazer aula de yoga em São Paulo
LEIA MAIS
Conheça os principais tipos de Yoga e suas diferenças

Foi também a amiga Beta Arruga que propôs dar aula de yoga em uma sala que não estava sendo usada na casa da Carla. Isso a motivou a fazer uma formação de yoga e então começou uma nova fase em sua vida. “Me dediquei a aprofundar na prática e olhando uma revista descobri o fly yoga, que é praticada no tecido, o que ajuda até pessoas em tratamentos de doenças, uma vez que o acessório dá um suporte. Ali eu vi que esse era meu caminho. Fiz um curso em Sorocaba e depois em Florianópolis e então comecei a dar aula”. E foi assim que nasceu não apenas uma vocação, como também o espaço em que ela se encontra e ajuda outros a se encontrarem por meio da prática: A Casa do Budha.

Para Carla, a yoga a ajudou a não apenas se curar, como também a redescobrir a sua essência. “Nós somos muito responsáveis por nossas doenças também, por todas questões emocionais que nos afetam. A yoga permitiu que eu descobrisse a pessoa que estava escondida atrás da correria do dia a dia. Esse é um estilo de vida, que vai muito além do tapetinho com posições bonitas. A yoga é olhar para o outro, se respeitar e respeitar o outro, preocupar e cuidar do outro”, diz.

A professora aprendeu com a prática que “a gente atrai a energia que a gente vibra” e que ver o lado positivo das coisas é um desafio diário que ela própria enfrenta e tenta passar para seus alunos. “Precisamos destreinar a cabeça que foi programada para reclamar de tudo. É um trabalho diário tentar ver o lado positivo de tudo e encontrar a felicidade nas coisas simples. E a yoga é isso”, resume.

A prática de fly yoga é uma forma de parar para respirar e se focar no momento presente. Algo tão simples e que, segundo ela, é um dos grandes desafios da nossa sociedade atual. “Todo mundo está correndo o tempo todo e desacelerar parece uma missão quase impossível. Vejo como meus alunos, por meio das aulas, sentem a redução da ansiedade, melhora do sono, e a capacidade de conseguirem se desconectar do mundo para se conectar consigo mesmo. Por isso, a yoga resulta em uma melhora da qualidade de vida como um todo”, finaliza.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!