Saladas
Saladas

Saladas: alimentação saudável o ano todo

por Redação
em 20 de janeiro de 2015

Investir no consumo diário de saladas garante a ingestão de nutrientes essenciais para o organismo

Uma vida saudável pede uma alimentação mais leve, com muitas frutas, verduras, legumes, folhas verdes e a ingestão de líquidos para manter o corpo hidratado. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a recomendação é ingerir pelo menos cinco porções de vegetais por dia. E, para ajudar nessa tarefa, investir no preparo e consumo de saladas é fundamental.

Segundo a nutricionista Carolina Carnevalli, o consumo de saladas é indispensável para quem busca uma alimentação saudável, pois, além de contribuir para a hidratação do corpo, elas também possuem nutrientes essenciais que garantem o bom funcionamento do organismo, assim como fibras, vitaminas e minerais.

“As fibras desempenham importante papel no funcionamento do intestino, ajudando na formação do bolo fecal. Além disso, elas também aumentam a saciedade durante e depois das refeições. Já as vitaminas e os minerais são nutrientes envolvidos em todas as reações químicas do organismo, incluindo funcionamento do metabolismo, imunidade e a formação de tecidos”, explica a nutricionista. “Comer uma salada durante as principais refeições garante o consumo desses nutrientes, por isso, esse hábito é essencial para uma alimentação equilibrada”, completa.

Montando a Salada

Para preparar uma boa salada, a dica de ouro é fugir da rotina e apostar na variedade. “Não adianta comer o mesmo tipo de verdura ou legume todos os dias, pois o organismo precisa de uma variedade de nutrientes. Por isso, é bom escolher alimentos diferentes todos os dias, sempre procurando incluir hortaliças, legumes e raízes”, comenta a nutricionista.

Carolina ainda lembra que é possível completar a salada acrescentando fontes de proteínas como ovo; ovo de codorna; frango desfiado ou em cubos; atum; sardinha; carpaccio de salmão e leguminosas como feijão, ervilha, lentilha, grão de bico e soja. Além de fontes de carboidratos integrais como torradas integrais, macarrão integral, aveia, cevadinha, quinoa, trigo, entre outros.

Tempero saudável

Na hora de temperar as saladas, invista em temperos naturais e fique longe dos molhos e temperos prontos para salada. “Os molhos para salada normalmente contém uma quantidade grande de aditivos como excesso de sódio, glutamato monossódico e outros que podem ser prejudiciais à saúde. Além disso, o excesso de aditivos artificiais pode causar retenção hídrica, sobrecarregar o organismo e até mesmo causar dores de cabeça e alergias”, alerta a nutricionista Carolina.

Segundo Carolina, a dica é misturar sempre um tipo de tempero de cada grupo.

• Um tipo de óleo, que pode ser de oliva, linhaça, abacate.
• Um tipo ácido, como limão, vinagre, aceto balsâmico ou laranja.
Sal marinho ou outro sal especial.
• Ervas frescas e secas, como orégano, sálvia, tomilho, coentro.

“Outra opção é acrescentar alho, cebolinha, gengibre, mostarda etc, vai depender do gosto e preferência de cada um”, finaliza.

LEIA MAIS
Diferença entre o sal refinado e o sal marinho
LEIA MAIS
Receita de Suco Verde

Sugestão Jasmine
Na nossa linha de produtos temos várias opções para deixar a sua salada ainda mais gostosa e nutritiva, assim como a Farinha de Linhaça Estabilizada, a Farinha de Chia e a Chia em Grãos, a Linhaça Dourada em Grãos, além das Sementes, com as opções de Mix de Sementes e o Soytoast.

Confira também uma deliciosa Receita de Salada de Lentilha e Receita de Salada de Soja.

Fonte: Carolina Carnevalli – Nutricionista | CRN 3 20256 e OMS – Organização Mundial da Saúde


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!