selos alimentares
selos alimentares

Como funcionam os selos alimentares e o que significam?

por tatiana.barros
em 20 de julho de 2017

Escolher alimentos saudáveis é atitude inteligente e fundamental para a saúde. Mas não basta usar o senso comum: é preciso ter certeza de que o produto escolhido é bom para a saúde, tem boa procedência e não contém aditivos indesejáveis. Como fazer isso? Observando os selos alimentares. As certificadoras oficiais fazem o trabalho de avaliar as empresas e sua produção e garantem a qualidade do produto, além de atestar a responsabilidade social e ambiental da marca.

Quais são os selos alimentares?

Antes de conhecer o significado dos certificados, é preciso saber que eles são concedidos por instituições certificadoras oficialmente autorizadas. Para uma empresa receber um selo, ela precisa adotar uma série de normas, o que exige investimentos e adoção de metodologias específicas.

Confira os selos mais conhecidos.

Kosher: Esse certificado garante que os produtos seguem normas específicas da dieta judaica ortodoxa. É considerado o controle máximo de qualidade, em todo o mundo. A certificação é fornecida por uma instituição autorizada pela agência judaica. Em alguns casos, todo o processo passa pela supervisão de um rabino para garantir que o produto segue os princípios kosher.

Vegan: Essa é a garantia de que o produto não possui nenhum tipo de componente de origem animal e que não foi testado em animais. O selo é administrado pela organização Vegan Foundation.

Gluten-Free: Fornecido pela Gluten-Free Certification Organization (GFCO), recebem esse certificado produtos sem glúten. Para isso, é feita uma avaliação em todo o processo de produção do item. É especialmente importante para pessoas com doença celíaca ou que têm alergias ao glúten.

Orgânica: Existem várias organizações que conferem a certificação de produto orgânico, inclusive brasileiras. Há o selo do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (selo USDA Organic, fornecido segundo as normas americanas) e a Quality Assurance International (QAI, reconhecida internacionalmente).  Já a IDB Certificações é uma empresa brasileira que desenvolve atividades de inspeção e certificação agropecuária, de processamento e de produtos extrativistas, orgânicos, biodinâmicos e de mercado justo. Ela concede o certificado orgânico IBD, reconhecido globalmente.

LEIA MAIS
Glúten: 8 coisas que você precisa saber antes de tirá-lo da dieta
LEIA MAIS
10 motivos para consumir produtos orgânicos

Fair Trade: Esse certificado é voltado para os pequenos e médios produtores. Seu foco é garantir a responsabilidade social, sustentabilidade e competitividade. Ele preza pelo desenvolvimento sustentável e tem como um dos objetivos reduzir a pobreza por meio do comércio.

Boas Práticas de Fabricação: A Good Quality Assured garante que processos e produtos sigam requisitos em relação ao processo de produção. É necessário que a empresa siga critérios mínimos que garantam alta qualidade e ausência de qualquer risco para o consumidor ou público.

Não Transgênico: Isso quer dizer que o produto não foi geneticamente modificado. Esse é um projeto que visa alertar sobre os perigos dos transgênicos, não apenas para a saúde, como também para o meio ambiente.

Responsabilidade na produção

Saber o que se coloca à mesa é o primeiro passo para garantir um consumo consciente, que beneficie não apenas a sua saúde e da sua família como também preserve todo o planeta.

A Jasmine tem responsabilidade ambiental e social garantida em todo o processo de produção. É a primeira empresa brasileira a acreditar na agricultura orgânica, sendo pioneira no desenvolvimento de uma linha de orgânicos integrais, livre de adubos químicos, agrotóxicos e sementes transgênicas. Os produtos são assegurados pelo Sisorg (Sistema Brasileiro de Avaliação de Conformidade Orgânica) e pela IBD Certificações (uma das únicas certificadoras brasileiras com certificação aceita globalmente). Conheça nossa linha completa.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!