Reaproveitamento dos alimentos
Reaproveitamento dos alimentos

Menos desperdício e mais saúde: confira benefícios das partes descartadas dos alimentos

por Redação
em 30 de maio de 2017

Dezenove milhões. Esse é o número de pessoas que poderiam ser alimentadas com as 40 mil toneladas de alimentos que são desperdiçados diariamente no Brasil, segundo a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). Grande parte de todo esse desperdício poderia ser evitada com uma maior conscientização sobre a riqueza nutricional jogada no lixo ao se descartar sementes e cascas, entrecascas, folhas e talos dos alimentos.

O aproveitamento integral contribui não apenas para o enriquecimento nutricional da dieta diária das pessoas e para a redução do detrito orgânico, como também proporciona uma maior variedade nas preparações dos pratos, economia no orçamento familiar e colabora para preservação do planeta.

Aproveitar o alimento por completo pode ser muito mais simples do que aparenta e ainda é uma forma de descobrir um novo jeito de aperfeiçoar a arte de cozinhar. Tem dúvidas de como fazer isso? Confira algumas sugestões:

Talos das hortaliças: contêm teores de polifenóis mais altos que a parte que costuma ser consumida. Vale aproveitá-los de diferentes formas. O talo de agrião, por exemplo, tem sabor picante e pode acompanhar carnes ou ser recheio de bolinhos e pastel. Já os talos de brócolis e de couve podem rechear pizza ou pastel ou serem preparados como purê ou creme.

Casca e semente de abóbora: a casca de abóbora é rica em fibras, vitamina C e em uma proteína chamada Pr-2, que tem um poderoso efeito antifúngico. Para utilizar essa parte, basta fervê-la bem antes. Uma boa alternativa é usar a casca para enriquecer o arroz e em saladas. Já a semente de abóbora é rica em fibras, proteínas, potássio e lipídios. Ela pode acompanhar saladas ou ser consumida como aperitivo.

Casca de banana: Uma das frutas mais populares e consumidas pelo brasileiro, a banana ainda possui um trunfo pouco valorizado: sua casca, que contém até duas vezes mais vitaminas A e C e potássio do que a poupa, além de vitaminas do complexo B e fósforo. A casca pode ser utilizada na produção de bolos ou geleias.

Reaproveitamento-dos-alimentos

Foto: Istock/Getty Images

Casca de maracujá: Sabe aquela parte branca do maracujá que normalmente é descartada? Ela é rica em uma fibra solúvel chamada pectina, que ajuda a reduzir os níveis de colesterol ruim no sangue. Também é fonte dos minerais como ferro, cálcio e fósforo. A casca da fruta também tem utilidade: pode ser usada para fazer uma farinha que é ótima para quem deseja emagrecer, pois confere saciedade, além de ajudar a prevenir a diabetes tipo 2.

Casca de laranja: é um bom aromatizante de arroz, além de poder ser usada em molhos e na preparação de doces. A casca da laranja é fonte de fósforo, cálcio, fibras e carboidratos.

Folha de beterraba: Sabia que essa parte que descartamos possui 17 vezes mais vitamina C do que a polpa do legume? Usá-la é fácil: pode ser consumida até mesmo crua em saladas.

Rama de cenoura: Parte rica em vitamina C, carotenóides, ferro e cálcio, pode ser ingrediente de molhos para massas, além de ser consumida cozida.

Sugestões de receitas:

Salada de casca de abóbora

Ingredientes:

  • 2 xícaras (chá) de casca de abóbora
  • 1 xícara (chá) de tomate picado
  • ½ xícara (chá) de cebola picada
  • Sal marinho Jasmine a gosto
  • 2 colheres (sopa) de azeite

Modo de preparo:

Lave a abóbora em água corrente, descasque e rale a casca. Coloque em uma panela e ferva bem. Depois de cozida, escorra a água e deixe esfriar. Junte o tomate, a cebola, o sal e o azeite. Sirva fria.

Salada com semente de abóbora e de melão

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de semente de abóbora
  • ½ xícara (chá) de semente de melão
  • 1 colher (chá) de sal marinho Jasmine
  • 1 tomate
  • 1 repolho fatiado
  • 1 cenoura ralada
  • 1 cebola ralada
  • 1 talo de salsa picados
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • ½ limão pequeno
  • 1 colher (sopa) de semente de linhaça Jasmine

Modo de preparo:

Limpe as sementes de abóbora e de melão e leve ao forno pré-aquecido por 40 minutos. Mexa algumas vezes até ficarem torradas e crocantes. Reserve. Corte o tomate em cubos pequenos. Em um recipiente, misture o repolho, a cenoura, o tomate, a cebola e os talos de salsa. Tempere com azeite e limão. Coloque as sementes torradas e as sementes de linhaça no liquidificador e triture levemente. Adicione ao servir.

Receita de bolinho de casca de chuchu

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de cascas de chuchu e folhas de beterraba e cenoura;
  • ½ cebola picada;
  • 2 ovos;
  • 2 colheres (sopa) de água;
  • 5 colheres (sopa) de farinha de trigo integral;
  • sal marinho Jasmine a gosto.

Modo de preparo:

Bata o ovo até que fique espumoso e misture aos outros ingredientes até que se incorporem completamente. Faça bolinhos e leve ao óleo quente para fritar. Escorra bem em papel absorvente e sirva.

Para um consumo consciente e sem desperdícios, é essencial tomar cuidados como preferir alimentos fora das embalagens, para poder ver melhor a condição de todos os itens, comprar produtos frescos e evitar comprar grandes quantidades. Além disso, o armazenamento correto é fundamental.

SUGESTÃO JASMINE

Quer preparar essas receitas com aproveitamento integral dos alimentos? Confira alguns produtos da Jasmine que fazem parte desses pratos. A Semente de Abóbora pode ser consumida como aperitivo ou como petisco, como lanche entre as refeições, ou ainda, adicionada em saladas, pães e farofas.  Farinha de Trigo Integral, obtida por meio da moagem dos grãos inteiros do trigo, mantém a estrutura do farelo e do gérmen, que são as principais fontes nutritivas do grão. A  Linhaça Dourada em Grãos  possui ômegas 3 e 6, que são ácidos graxos essenciais à dieta humana, e é fonte de fibras solúveis e insolúveis. O Sal Marinho Atlantis é obtido de forma natural pela evaporação da água e mantém os traços minerais existentes no mar.

 


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!