Menopausa: o que comer para aliviar os sintomas

por Redação
em 17 de maio de 2017

Ondas de calor, insônia, ansiedade, ganho de peso, alterações de humor, dores de cabeça e até lapsos de memória. Quem está na menopausa já deve, literalmente, ter sentido tudo isso na pele, e quem ainda não está lá já pode imaginar: na menopausa aqueles desconfortos todos da TPM aparecem acentuados e com efeito prolongado.

A principal razão é o desequilíbrio na produção do estrogênio e da progesterona, hormônios femininos produzidos pelos ovários. Com o fim da menstruação, que acontece entre os 45 e 55 anos, a produção cai e o corpo todo sofre. O estrogênio, por exemplo, é responsável pela distribuição da gordura corporal, pela fixação do cálcio nos ossos e pelo equilíbrio das gorduras no sangue, além da proteção de funções cerebrais como a memória. Por isso, é mais comum que mulheres após a menopausa desenvolvam doenças cardiovasculares e osteoporose (que é a perda do cálcio nos ossos).

É com o acompanhamento regular ao ginecologista que cada mulher descobre se terá ou não de fazer uso de tratamentos hormonais durante a menopausa. Mas é importante que todas saibam que nada é mais eficiente para a saúde feminina do que a combinação da prática de atividades físicas com uma dieta composta por alimentos que ajudam a amenizar os sintomas de cada uma das fases da vida fértil da mulher, da primeira menstruação à velhice, passando pela gravidez. Cada uma delas tem características que “pedem” a ingestão de nutrientes específicos.

Confira, abaixo, alimentos que auxiliam a deixar o organismo mais preparado para desequilíbrio hormonal que ocorre com o início da menopausa.

Alimentos que auxiliam na menopausa

Soja: O alimento possui uma importante substância chamada isoflavona, que possui uma ação parecida com a do estrogênio no corpo da mulher. Com isso, ela alivia algumas reações causadas pela menopausa, como o ressecamento da pele.

Leite e derivados: O leite é rico em proteínas e cálcio. Como na menopausa o organismo está com a absorção do cálcio prejudicada, pela queda de estrogênio, consumir leite e derivados ajuda a evitar o enfraquecimento dos ossos, que pode resultar na osteoporose. Além de leite e derivados, outros alimentos fontes de cálcio são as hortaliças verdes escuras, como brócolis, rúcula, espinafre e couve.

Peixes: É importante o consumo de peixes, como a sardinha e o salmão, por serem ricos em ômega 3, um ácido graxo essencial para controlar os níveis de colesterol, prevenir doenças cardíacas e ajudar nas funções cerebrais. Essa carne branca ainda é a principal fonte alimentar de vitamina D, que colabora para a formação óssea e facilita a absorção do cálcio. Tomar sol diariamente, pelo menos 15 minutos, também é importante para adquirir essa vitamina.

Oleaginosas: Produtos como castanhas, nozes, óleos vegetais e amêndoas são fonte de vitamina E, o que é benéfico para aliviar as ondas de calor típicas da menopausa. A castanha do Pará é especialmente boa para entrar na dieta nesse período, por conter o mineral selênio, que ajuda a fortalecer as funções cerebrais.

Chocolate amargo: Esse é o chocolate que possui pelo menos 70% de cacau em sua composição. O alimento possui uma substância chamada triptofano, que estimula a produção da serotonina, o hormônio do bem estar. Isso ajuda a evitar problemas como depressão e ansiedade desse período. Alimentos como a banana, o leite e a semente de abóbora também são fontes de triptofano.

E não se esqueça: nada melhor para liberar serotonina do que a prática regular de atividades físicas. Se exercitar não apenas causa bem estar, como fortalece os ossos, controla os níveis de colesterol, evita doenças e rejuvenesce.

SUGESTÃO JASMINE

Quer investir em alimentos que ajudam a aliviar os sintomas da menopausa? A Jasmine possui um portfólio de produtos para entrar na sua dieta nesse período. As Sementes de Abóbora e de Girassol são fonte de magnésio e ômega 6, ideais para consumo a qualquer hora do dia, como lanche entre as refeições, ou ainda, adicionada em saladas, pães e farofas. A Soja em Grãos Orgânica pode ser utilizada cozida, em substituição ao feijão, em saladas ou no preparo do tofu, enquanto o Extrato de Soja é alternativa saudável ao leite convencional. Temos ainda o Biov em pó sabor Chocolate, um pó para preparo de bebida vegetal à base de arroz, com cacau e fonte de cálcio.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!