índice glicêmico
índice glicêmico

Qual a diferença entre índice glicêmico e carga glicêmica

por Redação
em 27 de fevereiro de 2015

Você já deve ter ouvido falar em índice glicêmico e carga glicêmica. Apesar de parecidos, os dois termos significam medidas diferentes, que influenciam na produção de energia para o organismo e na sensação de saciedade entre uma refeição e outra.

Índice Glicêmico

O índice glicêmico se refere à medida da velocidade que um carboidrato é absorvido pelo organismo e se transforma em glicose no sangue. Isso significa que alimentos com alto índice glicêmico, como a melancia, o mel, o milho e as barras de cereais, são absorvidos mais rapidamente pelo organismo, ocasionando picos de glicose, estimulando a produção de insulina pelo pâncreas e fornecendo energia rapidamente.

LEIA MAIS
Agave: adoça mais que o mel e tem menos glicose
LEIA MAIS
Qual a relação entre obesidade e diabetes?

Já os alimentos que possuem um baixo índice glicêmico, são absorvidos mais lentamente pelo organismo, alterando gradativamente os níveis de glicose no sangue, consequentemente, a produção de insulina também acontece de forma gradativa. Portanto, para os diabéticos, consumir alimentos com baixo índice glicêmico, como o arroz integral, o tomate, a soja, a abobrinha e o brócolis, é uma boa opção para ajudar a controlar os níveis de glicose no sangue.

Carga Glicêmica

Diferente do índice glicêmico, a carga glicêmica não mede a velocidade em que um carboidrato se transforma em açúcar, mas indica a qualidade e a quantidade de carboidratos presentes em uma porção de determinado alimento.

Para calcular a carga glicêmica de um alimento, basta multiplicar o índice glicêmico pela quantidade em gramas de carboidrato e dividir por 100. Assim, é possível controlar a qualidade e a quantidade de carboidratos ingeridos.

Um detalhe importante quando se fala em índice e carga glicêmica, é que a velocidade da absorção de um carboidrato não está relacionada à quantidade de carboidratos presentes no alimento, ou seja, um alimento pode ter um índice glicêmico alto e uma carga glicêmica baixa.

Atenção: antes de eliminar qualquer alimento do cardápio é recomendável consultar um nutricionista e/ou um médico para que não ocorra a perda de nutrientes importantes ao bom funcionamento do organismo.

Sugestão Jasmine

Entre os nossos produtos temos o 100% Yacon, da linha Funcionallis, o Ativo Yacon e a Calda de Agave, que possuem baixo índice glicêmico e podem ser incluídos facilmente no cardápio diário.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!