semana de gravidez
semana de gravidez

Cuidados com a alimentação nas primeiras semanas de gravidez

por Redação
em 14 de abril de 2017

Toda gestação precisa de cuidados, porém, as primeiras semanas de gravidez são cruciais. É no primeiro trimestre, geralmente até a 14ª semana, que ocorre a maioria dos abortos espontâneos, mas também a formação do cérebro e do coração do feto.

Para que futura mamãe e seu bebê passem por essa etapa com saúde, é essencial fazer o acompanhamento do pré-natal com um médico. As consultas devem começar assim que a gravidez for descoberta e ocorrer conforme indicação médica.

Além do acompanhamento médico, é importante que a mulher mantenha uma alimentação saudável durante toda a gestação. Vale lembrar que todos os alimentos ingeridos pela gestante são digeridos e seus nutrientes absorvidos, entrando na corrente sanguínea. Uma vez na corrente sanguínea da mãe, é função da placenta fazer o intercâmbio entre a circulação da mãe e do filho, entregando os nutrientes também para o bebê, que irá utilizá-los de acordo com suas necessidades.

O desenvolvimento e o crescimento adequado do bebê dependem basicamente dos nutrientes que são disponibilizados pela mãe, como: carboidratos, proteínas, ácidos graxos (gorduras boas como ômega 3 e ômega 6), cálcio, ferro, vitamina A, zinco, além do ácido fólico, que é ainda mais priomordial nas primeiras semanas de gravidez.

O ácido fólico é essencial para a formação do sistema nervoso central do feto, e reduz em até 60% os riscos de má formação, de anencefalia e de exposição da espinha. Ele é encontrado em cereais e verduras com pigmentos verde escuro, como espinafre, brócolis e couve, e também em frutas cítricas, como a laranja.

LEIA MAIS
Saúde da mulher: dicas de alimentação para TPM, gravidez e menopausa
LEIA MAIS
Alimentação na gravidez: como investir em uma dieta saudável

O que evitar nas primeiras 12 semanas de gravidez?

Além de manter uma alimentação saudável, é bom que a gestante evite o consumo de carnes vermelhas mal passadas e frutos do mar, especialmente quando crus. Alimentos industrializados, gordurosos e com excesso de açúcar não são recomendados. Chás, cafés, refrigerantes e outras bebidas que contenham cafeína também deve ser evitados ou ter o consumo reduzido, pois podem aumentar o risco do bebê nascer abaixo do peso indicado.

Nas primeiras semanas de gravidez é fundamental que a mãe pare de fumar e de ingerir bebidas alcoólicas, pois a ingestão pode causar atraso no crescimento do embrião, má formação, aborto, parto prematuro e diminuição do período de amamentação.

Evite também tomar remédios. É comum que as gestantes sintam náuseas e enjoos frequentes nas primeiras 12 semanas de gravidez. Vômitos, fadiga, sono e outros desconfortos são, normalmente, provenientes de alterações hormonais no corpo da gestante. Contudo, se os sintomas forem constantes e fortes, vale procurar um médico.

 


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!