Fale Conosco
gordura trans
gordura trans

Fique de olho na gordura trans!

por jasmine
em 20/04/2015

Você sabia que a gordura trans é uma das grandes vilãs da alimentação? Inclusive, entre os tipos de gordura presentes nos alimentos, ela é considerada a pior de todas. Formada através de um processo de hidrogenação natural, que pode acontecer ainda no organismo dos animais, ou industrial, a partir da inclusão de hidrogênio nos óleos vegetais líquidos, transformando-os em gorduras sólidas, a gordura trans é utilizada pela indústria para melhorar o sabor e a textura dos alimentos, além de aumentar a sua durabilidade.

Sobre a gordura trans

Segundo a nutricionista Vivian Agatão Zambelli, as gorduras, de modo geral, são extremamente importantes para o organismo, pois exercem funções plásticas e reguladoras, auxiliam na formação de células, hormônios e também em algumas partes do sistema nervoso. Além de também atuarem no transporte e na absorção de vitaminas e contribuir para o aumento da sensação de saciedade.

LEIA MAIS
4 alimentos que fazem bem para o coração
LEIA MAIS
Como a dieta dash pode combater a pressão alta

No entanto, de acordo com Vivian, a gordura trans não atua em nenhum desses processos. Pelo contrário, ela não tem nenhuma finalidade. “Por ser quimicamente modificada, a gordura trans é considerada “estranha” ao nosso organismo. A consequência disso é a sua interferência negativa em determinados processos metabólicos. Quando não utilizada, ela é lentamente metabolizada e se fixa no tecido adiposo, elevando a quantidade de gordura corporal”, explica a nutricionista.

Perigos da Gordura Trans

• Aumento do colesterol total e do LDL – colesterol ruim.
• Diminuição nos níveis de HDL – colesterol bom.
• Aumento nos níveis de triglicérides.
• Aumento da gordura visceral, que se acumula na região abdominal.
• Aumento no risco de desenvolvimento de doenças como diabetes, hipertensão, hipercolesterolemia, hipertrigliceridemia, sobrepeso e obesidade.
• Aumento no risco de entupimento das artérias.

Como evitar a Gordura Trans?

Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde, a recomendação é reduzir o consumo de gordura trans a apenas dois gramas ao dia. Para alcançar essa meta, a sugestão é dar preferência aos alimentos feitos em casa, de maneira mais saudável, evitando o consumo de produtos industrializados como as bolachas, os salgadinhos, os sorvetes, as margarinas e os chocolates, entre outros.

“Caso opte por comprar produtos industrializados, é importante analisar os rótulos dos alimentos com atenção, pois eles permitirão avaliar quais alimentos são ou não ricos em gordura trans”, aconselha a nutricionista Vivian.

Atenção!

“Nem todo alimento que diz ter 0% de gordura trans no rótulo está isento dela, pois, muitas vezes, essa informação se refere apenas a uma porção do alimento. Por isso, é importante olhar também a lista de ingredientes do produto, através dela será possível identificar se há gordura trans “escondida” com o nome de “gordura hidrogenada”, “gordura parcialmente hidrogenada” ou “óleo ou gordura vegetal hidrogenada””, finaliza a nutricionista.

Fonte: Vivian Agatão Zambelli – Nutricionista | CRN 40404p


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!

Formulário de contato financeiro

Formulário de contato logística

Formulário de contato compras

Formulário de contato comercial

Para falar com nossa assessoria envie e-mail
para: centralpress@centralpress.com.br

Para falar com o nosso time de Marketing envie e-mail para: mkt@ns-group.com

SAC/Atendimento ao consumidor 0800 701 8003

Seus dados estarão em segurança. A qualquer momento você poderá deixar de receber as nossas mensagens. Política de Privacidade