Fale Conosco
dicas-para-prevenir-diabetes
dicas-para-prevenir-diabetes

Confira 7 dicas para prevenir diabetes

por jasmine
em 27/11/2019

Prevenir diabetes é uma atitude que demanda mudanças no estilo de vida, mas o esforço vale a pena. Embora a doença possa ter origem genética, estima-se que 90% dos casos de diabetes poderiam ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis.

O diabetes surge quando o pâncreas não produz insulina suficiente (tipo 1) ou quando o corpo não consegue utilizá-la adequadamente (tipo 2). Como a função da insulina é remover a glicose (açúcar) do sangue, a doença faz com que os níveis dessa substância fiquem muito altos.

Com o passar do tempo, a glicemia elevada causa diversas complicações à saúde, como doença renal, problemas de visão e feridas que não cicatrizam e podem levar à amputação, especialmente dos membros inferiores.

Como o diabetes não tem cura, a melhor opção é evitar a instalação da doença. Confira nossas dicas para prevenir diabetes:

1. Reduzir o açúcar na alimentação

O consumo de alimentos ricos em açúcar, como balas, biscoitos, refrigerantes e doces em geral, aumenta a taxa de glicose no sangue e, em consequência, demanda uma maior produção de insulina, o que pode sobrecarregar o pâncreas.

Quando esse mecanismo se torna regra, pode ocorrer o pré-diabetes. Embora esse quadro ainda seja reversível, estima-se que metade das pessoas com essa condição desenvolve o diabetes propriamente dito.

dicas-para-prevenir-diabetes

Por isso, é importante reservar os doces para ocasiões especiais e dar preferência a produtos zero açúcar, que não recebem doses extras dessa substância.

2. Dar preferência a alimentos integrais

Além de reduzir o açúcar proveniente dos doces, é preciso diminuir o consumo de alimentos à base de farinha branca ou refinada, que são ricos em carboidratos simples ou “ruins” (eles recebem esse nome porque são rapidamente convertidos em glicose pelo organismo).

Assim, é mais interessante optar por alimentos feitos com grãos e cereais integrais, que oferecem mais fibras – elementos que reduzem a velocidade de absorção da glicose. Por isso, vale a pena optar por produtos integrais na hora de consumir biscoitos, cookies, granola, massas e pães.

3. Incluir sementes e castanhas na alimentação

Amêndoa, amendoim, avelã, castanha-do-pará, chia, linhaça, macadâmia, nozes e pistache fazem parte do grupo das oleaginosas, alimentos ricos em gorduras boas que ajudam a equilibrar os níveis de colesterol e triglicerídeos – fatores que também estão relacionados com o diabetes.

Além disso, como esses produtos são ricos em fibras, seu consumo regular favorece o controle das taxas de glicose no sangue e prolonga a saciedade, contribuindo para a redução da ingestão de carboidratos.

4. Aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras

As fibras são componentes não digeríveis dos alimentos que têm papel fundamental na prevenção do diabetes. Além de serem essenciais para o bom funcionamento do intestino, as fibras reduzem a velocidade com a qual o organismo absorve a glicose proveniente da dieta.

Dessa forma, o consumo de alimentos como frutas, verduras, legumes e cereais integrais evita que a glicemia suba muito rapidamente. Sem o pico glicêmico, não ocorre a sobrecarga do pâncreas para produzir insulina, o que ajuda a prevenir o pré-diabetes e o diabetes.

5. Praticar atividades físicas regularmente

O sedentarismo é um dos principais fatores de risco para o diabetes, pois ele favorece o excesso de peso e o acúmulo de gordura corporal. Por isso, além de ter uma alimentação saudável, é preciso ter uma rotina de atividades físicas.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, recomenda-se a prática de exercícios aeróbicos moderados durante 150 minutos por semana, divididos em três sessões. Por exemplo, você pode fazer uma caminhada rápida ou andar de bicicleta por 50 a 60 minutos três vezes por semana.

6. Manter o peso em uma faixa saudável

Pessoas magras também podem desenvolver diabetes, mas o excesso de peso é o principal fator ambiental que aumenta o risco de desenvolver o tipo 2 da doença.

Isso se deve ao fato de que o sobrepeso e a obesidade representam um acúmulo de gordura nos órgãos abdominais e nos músculos, o que aumenta a resistência do corpo à ação da insulina e eleva as taxas de glicose, sobrecarregando o pâncreas.

Esse efeito também acontece quando a gordura se acumula na região da barriga. Por isso, além de manter o peso em uma faixa saudável, é necessário ficar de olho na medida da cintura.

7. Evitar o álcool e não fumar

As bebidas alcoólicas contêm as chamadas calorias vazias, isto é, elas são bastante calóricas, mas não suprem as necessidades nutricionais do organismo. Dessa forma, recomenda-se evitar o álcool o máximo possível, pois ele favorece o ganho de peso e, indiretamente, o diabetes.

O cigarro, por sua vez, é mais famoso por ser a principal causa evitável do câncer, mas o tabagismo também aumenta de 30% a 40% o risco de desenvolver diabetes tipo 2. Por isso, não fumar é uma medida essencial para evitar essa doença.

Prevenir diabetes exige algumas mudanças de hábito, mas a adoção de um estilo de vida saudável é a forma mais eficaz de diminuir os riscos dessa e de outras doenças. Vale a pena cuidar de você mesmo!

Fonte(s): Diabetes [1][2], NCBI e Journals


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!

Formulário de contato financeiro

Formulário de contato logística

Formulário de contato compras

Formulário de contato comercial

Para falar com nossa assessoria envie e-mail
para: centralpress@centralpress.com.br

Para falar com o nosso time de Marketing envie e-mail para: mkt@ns-group.com

SAC/Atendimento ao consumidor 0800 701 8003

Seus dados estarão em segurança. A qualquer momento você poderá deixar de receber as nossas mensagens. Política de Privacidade