habitos alimentares saudaveis
habitos alimentares saudaveis

Crie hábitos alimentares saudáveis na infância

por Redação
em 7 de janeiro de 2015

Quem nunca ouviu a expressão: “é de pequeno que se torce o pepino”? A frase é usada para indicar que é na infância que se ensina o caminho certo nas mais diversas áreas da vida. E com a alimentação não é diferente! Afinal, é muito mais fácil desenvolver hábitos alimentares saudáveis na infância do que tentar mudá-los na fase adulta.

Segundo a psicóloga Claremilia Piffer Hartmann, o papel da família no desenvolvimento de hábitos alimentares saudáveis nas crianças é extremamente importante, pois tudo aquilo que os pais comem se torna referência para os filhos.

LEIA MAIS
Smoothies: opção refrescante e saudável para as crianças
LEIA MAIS
Como preparar a lancheira ideal

“A família inteira, com todas as suas manias e a sua dinâmica, é que determina o padrão alimentar dos mais novos. Por isso, os pais devem dar o exemplo, estabelecer as regras e limites, além de cultivar bons hábitos alimentares. Fazer as refeições em família, por exemplo, é uma forma simples de estreitar laços e preservar a saúde”, explica.

Como fazer?

Para a nutricionista Michele Chibior, o ideal é oferecer uma boa variedade de alimentos aos pequenos. Assim, as chances de se tornarem seletivos no futuro serão menores. “A criança tem medo do que é novo, e forçar os alimentos só aumenta o nervosismo e o medo. Então, a melhor forma de apresentar novos alimentos é insistir com paciência e oferecer os mesmos alimentos de formas diferentes, com criatividade. Pode ser picado em quadradinhos, em palito, cozido, cru, ralado e em forma de bolo, entre outros”, comenta a nutricionista.

Outra recomendação para despertar o interesse das crianças por alimentos saudáveis é envolvê-las no processo de preparação das refeições. “A criança fica mais próxima dos alimentos, perde o medo do contato e explora os sentidos. Isso é muito importante para despertar o interesse delas para a experimentação. Além disso, esse contato também fortalece os laços familiares, motiva e estimula a imitar os hábitos alimentares dos pais”, finaliza.

Criatividade

Mãe do Pedro, cinco anos, e grávida do Enrico, Larissa Paganini procura ser criativa na hora de oferecer novos alimentos ao filho. Para ele, ela sempre prepara pratos com desenhos coloridos, com o objetivo de estimular hábitos alimentares saudáveis. Depois, ela compartilha as suas dicas através das redes sociais.

“Acho muito importante usar a criatividade na hora de oferecer alimentos novos às crianças em pratos divertidos, com desenhos. Meu conselho para as mães é: nunca desistam e tentem o possível e o impossível. Desenhar no prato mesmo que não seja artista, contar historinha, oferecer novamente o alimento de outra forma e insistir em uma alimentação saudável”, indica.

Segundo Larissa, não é preciso muito para despertar o interesse dos pequenos. O que importa mesmo é a iniciativa de algo diferente. “Os pratos preparados por mim são bem simples e qualquer mãe pode fazer. Não é preciso prática nem dons artísticos. A verdade é que a criança se encanta com a proposta, não com a perfeição”, explica. “Também é importante deixar que a criança tenha contato com a comida. Às vezes é mais cômodo picar tudo e não deixar que elas façam sujeira. Mas, quanto mais contato com o alimento, mais a criança se interessa, conhece novos sabores e fica aberta a experiências novas”, finaliza.

Fontes: Claremilia Piffer Hartmann – Psicóloga | CRP 08/10389, Michele Chibior – Nutricionista | CRN 6632 ambas da Habitus Assessoria em Qualidade de Vida e Emagrecimento e Larissa Paganini do Instagram @mommy_care


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!