como prevenir o câncer
como prevenir o câncer

Como prevenir o câncer: alimentos que ajudam nesse combate

por tatiana.barros
em 15 de dezembro de 2017

Os nossos hábitos alimentares afetam diretamente o funcionamento do organismo e a manutenção da nossa saúde. Diversos estudos mostram como uma alimentação adequada pode ser importante. Até mesmo, para a prevenção de diversos tipos de câncer.

LEIA MAIS
Estudos mostram relação entre carne vermelha e câncer
LEIA MAIS
Dislipidemia: Como prevenir a doença do colesterol alto

É claro que nenhum alimento por si só tem o poder de garantir que não iremos desenvolver um tipo específico de doença. Porém, alguns itens concentram nutrientes que cumprem ações que reduzem esses riscos. Claro, desde que estejam inseridos em uma dieta balanceada e variada.

Como prevenir o câncer

Confira uma lista de alimentos que, se consumidos em regularidade, podem ser determinantes para que o nosso corpo não sofra com essas tão temidas doenças:

Goiaba

Além de garantir o funcionamento do intestino, a goiaba concentra boas quantidades de carotenoides. Especialmente licopenos, que dão cor ao alimento e são importantes para a prevenção do câncer de pele, mama e de próstata. E mais: essa é uma fruta rica em vitamina C que, como se sabe, é essencial para o fortalecimento do sistema imunológico. Um estudo realizado pelo Instituto Nacional de Câncer dos Estados Unidos revelou que a vitamina C ajuda a reduzir o crescimento do câncer de próstata, pâncreas e fígado. Há pesquisas que defendem ainda que o nutriente auxilia, até mesmo, nos bons resultados da quimioterapia.

Castanha-do-pará

Essa oleaginosa tipicamente brasileira é uma fonte riquíssima de selênio, mineral que mantém a tiroide e as enzimas do fígado funcionando bem. Também combate os radicais livres, que atacam nossas células e causam o câncer. Mas atenção, nada de exageros! Não se deve consumir mais do que duas castanhas por dia, pois o excesso de selênio pode ser prejudicial ao organismo.

Salmão

Esse delicioso peixe de água fria é uma das melhores fontes de Ômega-3. Ela é um tipo de gordura boa essencial para o controle do colesterol e que é rico em antioxidantes. Por isso, assim como a sardinha, o salmão não apenas evita doenças cardiovasculares, como protege o nosso DNA do ataque de células cancerosas. Em especial aqueles ligadas ao câncer de mama. Mas é preciso moderação no consumo. Em doses exageradas, o Ômega-3 colabora para o desenvolvimento do câncer de próstata.

Tomate

Assim como a goiaba, o tomate é fonte rica em licopeno, que protege o corpo contra a oxidação celular. Para tornar a absorção desse nutriente mais fácil, a melhor forma de consumir o vegetal é cozido ou em forma de molho. De acordo com especialistas da Universidade de Portsmouth, se acompanhado do azeite, os efeitos são ainda melhores.

Brócolis

A revista Molecular Nutrition & Food Research publicou um estudo que mostra a eficiência desse vegetal na prevenção do câncer. É devido ao fitoquímico sulforafano, que têm a capacidade de destruir células cancerígenas. Os brócolis são especialmente benéficos no tratamento do câncer de próstata e de mama.

Frutas vermelhas

Entram nessa categoria o morango, o cranberry, a goji berry, a framboesa e a amora. Essas frutas são ricas em antocianinas, responsáveis por evitar a formação de vasos sanguíneos que podem estimular o crescimento de um tumor maligno. Um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry defende que esses itens podem ajudar especialmente na redução do risco de desenvolver câncer de boca, de mama, de cólon e de próstata.

Alho

Conhecido por seu poder anti-inflamatório, o alho é rico em vitamina C e selênio, cujos benefícios já citamos. Além disso, concentra boas quantidades de outros dois nutrientes que possuem ação antioxidante: o manganês e a vitamina B6. Por tudo isso, ele possui efeito antibacterianos, antifúngicos e previne tipos de câncer, como de cólon, esôfago e estômago.

Uva

Os antioxidantes presentes na casca e na semente da uva combate os radicais livres que atacam as células, o que resulta no câncer. Um estudo publicado no Journal of Nutrition mostrou que isso acontece porque os antioxidantes encontrados nas uvas evitam danos ao DNA, o que faz com que uma célula não se torne maligna para o organismo.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!