como escolher os melhores alimentos
como escolher os melhores alimentos

Como escolher os melhores alimentos na feira

por Redação
em 29 de março de 2018

Saber escolher os alimentos que irão compor a sua refeição é essencial para garantir produtos de qualidade e evitar desperdícios. Mas para muitas pessoas é quase um desafio ir à feira e saber como diferenciar um melão verde de um maduro, ou identificar qual quiabo está em melhor condição para cozinhar.

LEIA MAIS
Alimentos para o verão: O que não pode faltar na estação
LEIA MAIS
Menos desperdício de alimentos: projetos incentivam o consumo de vegetais "feios"

No entanto, essa prática pode ser mais simples do que parece. Para isso, é preciso estar atento aos sentidos. O toque, o cheio e o olhar são fundamentais para identificar a qualidade do produto. E cada alimento pede um tipo de análise específica.

Como escolher os melhores alimentos

  • Preste atenção à cor e ao odor dos produtos. Se houver qualquer sinal de alteração, não compre.
  • Analise se há amassados, rachaduras, machas ou furos.
  • Prefira as frutas, legumes e verduras da estação, que são mais frescos e contêm menos agrotóxicos.
  • Evite comprar frutas e legumes descascados, uma vez que não tem como saber se foram bem higienizados.
  • Ao comprar frutas em caixas, como uvas e morango, analise os itens que ficam por baixo, para certificar-se de que estão em bom estado de conservação.
  •  Não aperte hortaliças, pois isso faz com que sejam descartadas.

Mesmo fazendo tudo isso você ainda tem dúvidas ao escolher determinados itens? Selecionamos alguns alimentos com aparência “misteriosa”, o que muitas vezes dificulta a análise na hora da compra. Saiba como comprar esses alimentos de forma correta:

Cebola: O principal é verificar se a textura está lisa e firma. Se a casca tiver furinhos e o miolo parecer murcho, não leve!

Alho: A dica aqui é a mesma do caso da cebola. Além disso, vale ainda tirar a casca para ver se o dente está com boa aparência.

Legumes: Além da textura lisa, certifique-se de que eles estão resistentes ao toque.

Berinjela: Veja se a casca está fina, lisa e brilhante. As folhas na ponta devem estar verdes e grudadas à casca.

Batata: Sabe aquelas manchinhas pretas presentes em algumas batatas? Aquilo são brotos que crescem no alimento que está velho. Por isso, atente o olhar para esse detalhe ao comprar esse tubérculo.

Mandioca: Para ter certeza se a mandioca está boa para consumo, basta verificar se a casca se solta com facilidade. Se isso acontecer e o interior dela estiver com coloração branca e sem manchas, pode comprar sem receio.

Verduras: Neste caso, o importante é verificar se as folhas estão com cores vivas, sem furos, folhas queimadas, amareladas ou amolecidas.

Brócolis e couve flor: Nos dois casos, os produtos devem estar firmes e sem manchas amareladas. Prefira aqueles com as flores bem fechadas, as folhas frescas e os talos mais firmes.

Quiabo e cenoura: A dica aqui é quebrar a pontinha do alimento para verificar se está crocante. Se estiver, ele está novo.

Milho verde: Prefira espigas com a palha verde e macia, grãos grandes e brilhantes.

Abacaxi: Tire uma das folhas da coroa da fruta. Se sair fácil, é porque o abacaxi está no ponto.

Frutas cítricas: No caso de frutas como a laranja e o limão, o importante é verificar se a casca está lisa e brilhante, pois isso é sinal de que possui mais suco. Confira ainda se elas estão macias ao toque.

Maçã: Quanto mais vermelha a maçã, mais doce ela está. Certifique-se ainda de que a fruta não tem machucados e prefira as mais pesadas.

Mamão: Veja se a casca da fruta bem firme, se não tem machucados, rachaduras e nem manchas brancas de fungo. Prefira aqueles que têm casca amarelada.

Abacate: O abacate maduro tem a casca firme e macia, ao mesmo tempo. Prefira aqueles sem manchas e mais pesados.

Maracujá: Quanto mais pesado, mais poupa tem. No caso do maracujá azedo, a casca enrugada é sinal de que a fruta está madura. Já no do maracujá doce, a casca deve estar lisa e brilhante.

Melancia e melão: Analise se a casca está firme, brilhosa e sem manchas escuras. Para saber se estão no ponto, bata com o nó do dedo na casca. Se sair um som abafado, estão prontas para o consumo.

Banana: Prefira as frutas menores e mais gordinhas, pois é sinal de mais nutrientes e um melhor sabor.

Com essas dicas, você fará uma compra mais econômica, sem desperdícios e muito mais saudável para toda a família!


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!