Fale Conosco

Exagerou? Aprenda a se livrar das toxinas no organismo de maneira saudável

por jasmine
em 30 de janeiro de 2020

Na época de férias, é normal curtir um pouco mais tudo aquilo de que mais gostamos, inclusive na alimentação, e acabamos cometendo alguns exageros que sobrecarregam o organismo. Com isso, entra em cena a necessidade de seguir um plano detox.

Depois das festas de fim de ano ou mesmo depois de um fim de semana regado a muito churrasco, feijoada, sobremesa e alguns drinques, o corpo começa a sentir o efeito do acúmulo de toxinas, substâncias que são prejudiciais à saúde.

O que é organismo intoxicado?

Organismo intoxicado é aquele que está sentindo os efeitos negativos causados pelas toxinas provenientes de fatores como poluição, tabagismo, alimentação não saudável e consumo de bebidas alcoólicas.

Na presença dessas substâncias prejudiciais, ocorre a formação de radicais livres – moléculas altamente reativas que “atacam” as células do corpo. Isso significa que os radicais livres provocam a oxidação (consomem o oxigênio disponível), interferindo nos processos metabólicos do organismo.

Dessa forma, ocorre uma sobrecarga nos órgãos responsáveis por processar e eliminar essas toxinas, como fígado, rins e intestinos, o que prejudica todo o funcionamento do corpo. É por isso que, depois de alguns dias de excesso, nos sentimos inchados (devido à retenção de líquidos), a pele perde o viço, o cansaço chega com tudo e a imunidade cai.

Como funciona a dieta detox

A dieta detox ou plano detox é uma mudança de hábitos temporária para ajudar o organismo a eliminar as toxinas e se recuperar depois dos excessos na alimentação.

De modo geral, ela consiste em adotar cuidados especiais por aproximadamente uma semana depois de três ou quatro dias de alimentação desregrada, de modo a auxiliar o corpo na eliminação de resíduos de agrotóxicos, corantes, conservantes e outras substanciais prejudiciais.

Confira as dicas de como se livrar das toxinas do organismo de maneira saudável:

Consuma mais vegetais de folhas verde-escuras

Os vegetais de folhas verde-escuras devem fazer parte de um plano detox porque eles são ricos em substâncias anti-inflamatórias e antioxidantes, que combatem os danos causados pelos radicais livres.

Esse grupo inclui alimentos como agrião, brócolis, couve-flor, couve-manteiga, rabanete, repolho e rúcula, que também são ricos em vitaminas e minerais. Um dos destaques desses vegetais é a vitamina C, que tem uma ação antioxidante poderosa.

Além disso, eles são excelentes fontes de fibras, que estimulam o bom funcionamento do intestino.

Inclua as castanhas e sementes na sua alimentação

Seguir uma dieta detox não significa passar fome, mas sim escolher os alimentos certos. Por isso, em vez de ficar muito tempo sem comer, é importante fazer pequenos lanches entre as refeições principais.

Para esses lanches intermediários, uma boa dica é incluir alimentos como amêndoas, avelãs, castanha-do-pará, castanha-de-caju, nozes, pistache e sementes de chia e linhaça. Esses produtos fornecem vitamina E, que tem ação antioxidante, e ômega-3, um ácido graxo com alto poder anti-inflamatório.

Além disso, as castanhas e sementes oferecem minerais como cálcio, cobre, magnésio, manganês e selênio, necessários para o equilíbrio das reações bioquímicas do corpo, e ainda são fontes de fibras, ajudando a dar mais saciedade. Por isso, vale a pena consumi-las junto com frutas secas, frutas frescas e iogurtes.

Prefira as frutas ricas em água

Outra dica para o lance entre as refeições principais é consumir frutas ricas em água, que estimulam o funcionamento dos rins e contribuem para o combate ao inchaço. Esse é o caso de frutas como abacaxi, framboesa, laranja, limão, melancia, melão, morango e pêssego, entre outras.

Quando são consumidas in natura, elas ainda têm a vantagem de oferecer uma quantidade maior de fibras. Se preferir, você pode preparar um suco detox escolhendo uma dessas frutas e acrescentando ingredientes como couve-manteiga, gengibre, canela e água de coco.

Beba muita água

Pode parecer contraditório, mas a melhor forma de combater o inchaço causado pela retenção de líquidos é bebendo mais água. Isso acontece porque a água aumenta o volume do sangue e facilita a circulação, favorecendo o processo de remoção de toxinas das células.

Além disso, tomar bastante água estimula o funcionamento dos rins e, em consequência, a produção de urina, que é por onde o excesso de líquidos, o sódio e as toxinas serão eliminados.

Vale lembrar que bebidas alcoólicas, refrigerantes e sucos e chás artificiais devem ser evitados durante o plano detox, pois todos eles levam ao acúmulo de toxinas. Enquanto o álcool desidrata o organismo, o sódio presente nessas bebidas é o principal causador do inchaço.

Invista nos alimentos orgânicos

Alimentos orgânicos são livres de agrotóxicos, fertilizantes químicos, herbicidas e hormônios, entre outras substâncias artificiais que tendem a causar alergias, problemas endócrinos, distúrbios neurológicos, sobrepeso e diversos tipos de câncer.

Por isso, especialmente durante o plano detox, vale a pena dar preferência aos alimentos orgânicos, incluindo tanto os alimentos in natura quando produtos como cookies, granola, sucos, molho de tomate e cereais.

Tenha em mente que fazer uma dieta detox é útil para auxiliar o organismo a se livrar dos excessos, mas ela não deve ser a única medida adotada para preservar a saúde.

Em vez disso, procure seguir uma alimentação equilibrada, pratique exercícios físicos, reduza o consumo de álcool e fique longe do cigarro, buscando ter um estilo de vida realmente saudável na maior parte do tempo. Assim, o plano detox fica reservado apenas para os períodos de exceção.

Fonte(s): Dr. Drauzio Varella, Minha VidaMinistério da Agricultura.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!