ansiedade
ansiedade

Alimentos que combatem a ansiedade

por Redação
em 2 de agosto de 2017

O Brasil tem a taxa mais alta de transtorno de ansiedade do mundo e está em quinto lugar em casos de depressão, segundo a Organização Mundial da Saúde.  Ao todo, 9,3% dos brasileiros são afetados pela ansiedade. A verdade é que é preciso cuidar da mente e do corpo de todas as formas— inclusive com a alimentação. Felizmente, alguns alimentos podem ajudar a reduzir os sintomas dessa doença no dia a dia.

LEIA MAIS
4 alimentos que fazem bem para o coração
LEIA MAIS
Cansaço excessivo: As causas e como lidar com essa epidemia

Segundo a nutricionista Jamilla Barros Saygli, quando o objetivo é controlar a ansiedade, deve-se seguir uma alimentação balanceada rica em nutrientes, além de manter hábitos saudáveis, como a prática regular de atividades físicas. Esse é o pacote que favorece o equilíbrio do nosso organismo, como diz a sabedora popular: “mente sã, corpo são”.

Como reduzir a ansiedade: escolha bem os alimentos

Confira quais são os alimentos que colaboram para a saúde física e mental.

Frutas cítricas

A vitamina C, presente em frutas como kiwi, limão e laranja, diminui a secreção do hormônio cortisol, que é liberado em resposta ao estresse e à ansiedade. Por isso, o consumo regular desses alimentos ajuda no bom funcionamento do sistema nervoso e aumenta o bem-estar.

Mel

É um jeito natural de ajudar na produção da serotonina, um dos neurotransmissores que causam a sensação de prazer e bem-estar.

Alface

Assim como outras folhas verdes, a alface é rica em duas substâncias que agem como calmantes no nosso cérebro: a lactucina e o folato.

Salmão

Esse peixe de água fria é uma das maiores fontes de ômega 3, que é um antidepressivo natural e protege o cérebro. Também é rico em magnésio, que estimula o relaxamento do nosso corpo e reduz o estresse.

Oleaginosas

Boas fontes de magnésio, castanhas, nozes e amêndoas ajudam a bloquear um receptor chamado NMDA, responsável por causar ansiedade e estresse.

Cereais integrais

A quinoa e outros cereais são fontes de carboidratos complexos. A glicose desses alimentos é liberada de forma lenta no organismo. Além de promover a saciedade, esse processo fornece energia constante para o cérebro e o corpo.

Arroz Integral

Outro exemplo de grão integral, o arroz é fonte de aminoácidos essenciais, que reduzem as mensagens no cérebro associadas com a ansiedade, depressão e estresse, o que promove de bem-estar. Por ser fonte natural de melatonina, o hormônio do sono, é boa opção para quem sofre de insônia.

Queijos

O leite e seus derivados contêm um aminoácido chamado triptofano, que promove o bom humor e a sensação de relaxamento.

Kefir

Assim como outros fermentados, esse alimento possui probióticos que colaboram para a diminuição da ansiedade, além de colaborar para a saúde do intestino.

Abacate

O abacate é uma das principais fontes de vitaminas do complexo B. A carência desses nutrientes pode prejudicar as células cerebrais e, assim, provocar a ansiedade.

Banana

É a fruta que mais concentra potássio, mineral que fortalece do sistema nervoso e controla os transtornos de ansiedade e estresse.

Chocolate

A sensação de prazer que o chocolate promove não é apenas subjetiva. Isso acontece porque o cacau ajuda a reduzir os níveis de cortisol, hormônio que produz o estresse. O ideal é consumir chocolate amargo com pelo menos 70% de cacau.

Aveia

Um mingau de aveia pode ser um ótimo relaxante antes de dormir. Isso porque o alimento estimula a produção de hormônios que trabalham como antidepressivos no corpo. Também é fonte de vitaminas do complexo B, magnésio e fibras.

Berries

As frutas vermelhas, como goji berry, framboesa e morango, são potentes antioxidantes. Além disso, as frutinhas reduzem os níveis de cortisol e por isso, combatem a ansiedade.

Alimentos que pioram a ansiedade

Se por um lado há alimentos que promovem o bem-estar, por outro, há aqueles que podem afetar o controle emocional em algumas pessoas e aumentar a ansiedade.

Cafeína: É o principal componente nessa equação. Portanto, pessoas ansiosas devem evitar café, guaraná, chá preto, chá verde e outros estimulantes que possuem esse elemento em sua composição.

Gordura saturada: Presente em alimentos de origem animal, especialmente nas carnes, a gordura saturada pode provocar inflamações no organismo e prejudicar o sistema nervoso. Além disso, atua na liberação do cortisol, hormônio ligado ao estresse.

Bebidas alcoólicas: O álcool pode atrapalhar a absorção de vitaminas e minerais importantes para a liberação de neurotransmissores, que controlam o humor. Além disso, a euforia tem efeito rebote: a ressaca do dia seguinte piora os sintomas da ansiedade.

Carboidratos refinados: Alimentos ricos em farinha branca e açúcar estimulam a compulsão alimentar, porque geram satisfação muito rápida e picos de insulina. Para quem sofre de ansiedade, o processo estimula o desejo por comer mais fontes de carboidratos em pouco tempo.

Alimentos industrializados: São produtos ricos em aditivos químicos que estimulam processos inflamatórios e liberam cortisol.

Sugestão Jasmine

A Jasmine oferece produtos que ajudam a manter um hábito alimentar saudável. Desde as Frutas Crocantes, as Barras de Granola, as Superfrutas e o Arroz Integral até a PTS – Proteína Texturizada de Soja, o Grain Flakes de Soja e Linhaça e o Extrato de SojaConheça todos os nossos produtos.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!