alimentação
alimentação

Saúde da mulher: dicas de alimentação para TPM, gravidez e menopausa

por Redação
em 17 de maio de 2017

Menstruação, gravidez, menopausa… Durante toda a vida, a mulher passa por diferentes fases do seu ciclo fértil. Cada uma delas com características muito peculiares, mas todas com variações hormonais que bagunçam do humor à saúde física. Nessa ciranda, nada é mais eficaz do que a alimentação para amenizar os sintomas que tiram qualquer uma do eixo.

Alguns nutrientes são especialmente importantes para a mulher, e sua ingestão regular pode ser essencial para evitar doenças como a osteoporose, enxaqueca, endometriose, câncer de mama e de útero. Até problemas como ansiedade, alterações de humor e depressão podem ser evitados com uma dieta adequada e hábitos saudáveis de vida, como a prática regular de atividades físicas.

Neste especial sobre a Saúde da Mulher, listamos os principais momentos da vida fértil da mulher e trazemos dicas de alimentação para cada um dos períodos.

Alimentação e TPM

Inchaço, dores de cabeça e nos seios, humor alterado, vontade de comer chocolate compulsivamente. Esses são sintomas características da tensão pré-menstrual. Esse é o período que acontece, em média, entre o décimo dia do ciclo e dois dias após o início da menstruação. Durante o período, o organismo precisa de um reforço de nutrientes como vitaminas do complexo B, fibras, ácidos graxos, vitamina E e minerais, que funcionam para evitar esses indesejados sintomas.

Alimentação e gravidez

A gravidez é um período de muitas descobertas para a mulher. Com esse universo novo que se apresenta, também aparecem infinitas dúvidas. Uma das grandes preocupações das gestantes é em relação ao quanto os seus hábitos podem influenciar no desenvolvimento e na saúde do bebê que esperam. E nesse conjunto de dúvidas a alimentação ganha destaque.

Uma dieta pouco nutritiva durante a gravidez pode ocasionar problemas sérios para o desenvolvimento do bebê e afetar a saúde da mulher. Por essa razão, é fundamental o consumo de alguns alimentos, como oleaginosas, aveia, vegetais amarelos, entre outros.

Alimentação e menopausa

Para muitas mulheres, a menopausa é muito mais do que o fim do ciclo fértil. O período, que acontece entre 45 e 55 anos, é marcado ainda por uma queda na produção do estrogênio, hormônio responsável pela distribuição da gordura corporal, pela fixação do cálcio nos ossos e pelo equilíbrio das gorduras no sangue.

Na menopausa, é comum que surjam alguns efeitos desagradáveis, como ondas de calor, insônia, ansiedade, ganho de peso, alterações de humor, dores de cabeça e lapsos de memória. Para amenizar esses incômodos, vale a pena apostar em alimentos como soja, peixes e chocolate amargo.

Como adotar uma alimentação mais saudável

De nada adianta apenas inserir determinados alimentos na dieta, se essa mudança de cardápio não for acompanhada de uma mudança em toda a rotina. Confira, abaixo, quais hábitos saudáveis você deve adotar em relação à sua alimentação:

Café da manhã reforçado

Muitos especialistas consideram essa como a principal refeição do dia. E não é sem motivo: o café da manhã ajuda o corpo a restaurar os níveis de açúcar no sangue, após horas de sono, e assim adquirir energia para encarar um longo dia de atividades. Opte por uma refeição completa, com carboidratos complexos e proteínas. Consuma cereais, iogurte, pães integrais, vitaminas e sucos.

Corte o fast-food

Por mais prático que seja, comer lanches de fast-food é a pior opção. São alimentos fontes de carboidratos simples (que apenas colaboram para o acúmulo de gordura), repletos de conservantes e de açúcar. Opte por refeições caseiras e ricas em proteínas, como saladas, carne magra e ovo.

Hidrate-se

Embora todo mundo saiba da importância de beber água durante todo o dia, muita gente se esquece disso. A hidratação é tão essencial para a mulher, que ajuda até mesmo a reduzir os sintomas da TPM, além de desinchar o corpo nesse período.

Não exagere no consumo de café

É verdade que o café confere diversos benefícios para a saúde, mas nada em excesso faz bem. A cafeína também tem malefícios, como causar irritação, insônia e acelerar o batimento cardíaco. Reduza também o consumo de outros produtos que contêm a substância, como chá e refrigerante.

Insira na dieta gorduras boas

A gordura é vista como vilã da saúde, mas ela é essencial para gerar energia para o nosso corpo. A questão é investir em gorduras insaturadas, presentes em alimentos como ovos, azeites, abacates, chia e cereais integrais.

Invista nos minerais

Dois minerais são especialmente importantes para a saúde da mulher: o magnésio promove um relaxamento corporal, o que é ideal para quem vive uma rotina corrida, e o ferro, que evita a anemia, doença comum principalmente em grávidas.

Alimentos fontes de magnésio: espinafre, nozes, amêndoas, granola, pão, peixe, entre outros.

Alimentos fontes de ferro: carne magra, vegetais de cor verde escura, ovos, cereais, entre outros.

Aposte em refeições coloridas

Quanto mais colorido o prato, mais saudável ele é. Isso acontece porque cada nutriente responsável por dar cor aos alimentos também exerce funções importantes para o bom funcionamento do nosso corpo. Aposte em frutas, legumes e verduras de cores diferentes, para garantir que seu corpo receba a maior variedade de nutrientes.

Sugestão Jasmine

Uma alimentação rica de nutrientes é determinante para evitar desagradáveis sintomas durante todo o ciclo fértil da mulher. E a Jasmine conta com produtos para auxiliar a sua saúde em cada uma dessas fases. Para aliviar a TPM, contamos com as Granolas que são fontes de fibras, vitaminas e cálcio, a Linhaça Dourada é rica em fibras, ômega 3 e magnésio e os Cookies são opções nutritivas e saborosas, que reduzem a compulsão por doces.

Para mulheres grávidas, não pode faltar o Arroz Agulhinha Integral Orgânico Jasmine, que preserva intacto o germe, a camada interna e a externa do grão, onde se concentram a maior parte dos nutrientes, e é fonte de fibras e proteínas. A Aveia que é um dos cereais de maior qualidade nutricional devido à presença de diversos macro e micronutrientes.

E para quem está vivenciando a menopausa, vale a pena inserir na dieta o Extrato de Soja, alternativa saudável ao leite convencional.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!