Fale Conosco
enxaqueca
enxaqueca

Quais são os alimentos que causam e os que evitam enxaqueca

por jasmine
em 18/03/2015

A enxaqueca pode ser provocada ou evitada por alguns alimentos, além de outros fatores como falta de sono, estresse, obesidade e tabagismo. Quem sofre sabe que os sintomas vão muito além de fortes dores de cabeça ou sensibilidade à luz. Cheiros, barulhos e movimentos também são inimigos de quem convive com ela. Isso sem falar nas náuseas, vômitos, tontura e formigamento que tornam as tarefas mais simples em grandes desafios durante as crises mais agudas.

Muito mais que uma dor de cabeça moderada ou intensa, a enxaqueca, também chamada de migrânea, é uma doença neurológica crônica. As crises podem durar de 4 a 72 horas ou mais e, dependendo da intensidade, podem incapacitar temporariamente quem sofre com os sintomas.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cefaleia, só no Brasil, cerca de 15% da população convive com a doença, chegando a representar cerca de 35% das consultas ao neurologista. Embora o uso de medicação ajude a reduzir a frequência e a intensidade das dores, outros fatores, como é o caso da alimentação, também podem ajudar a desencadear ou a prevenir as crises.

E há relação direta com o que comemos. O ditado popular já diz: “é melhor prevenir do que remediar”. Mas, quando o assunto é enxaqueca, essa dica torna-se indispensável. Uma das maneiras de prevenir as crises de enxaqueca é cuidar da alimentação. Isso porque, embora os fatores que possam desencadear as crises variem de pessoa para pessoa, evitar o consumo excessivo de determinados alimentos e investir em outros pode ajudar a reduzir a frequência das crises e a intensidade das dores. Por isso separamos algumas dicas para tomar cuidado.

Alimentos que causam enxaqueca

• Alimentos ricos em cafeína: como refrigerantes, alguns tipos de chá e o próprio café, alteram a circulação sanguínea e podem se tornar vilões quando se fala em enxaqueca.

• Carnes curadas e alimentos embutidos: possuem nitratos e nitritos, aumentam a dilatação dos vasos sanguíneos e contribuem no aumento da intensidade das dores.

• Bebidas alcoólicas: possuem aldeídos e sulfetos que estreitam os vasos sanguíneos e agravam as crises.

Ou seja, alimentos que alteram a circulação sanguínea e provocam a dilatação ou estreitamento dos vasos devem ter seu consumo reduzido pelas pessoas que sofrem com enxaqueca.

O que consumir para evitar enxaqueca?

• Alimentos ricos em ácidos graxos: como o ômega 3, encontrado em alguns peixes e também na linhaça, são uma opção, pois são ácidos que auxiliam no controle da dor.

• Alimentos que contém triptofano: a banana, o arroz integral, feijão e a granola, estimulam a produção de serotonina, conhecida como hormônio do bem-estar.

• Alimentos anti-histamínicos: assim como o gengibre, o cravo e a canela, ajudam a inibir a produção de prostaglandina, o hormônio responsável pela sensação de dor.

LEIA MAIS
Suco Antiestresse
LEIA MAIS
Conheça os principais tipos de Yoga e suas diferenças

Sugestão Jasmine
Entre os nossos produtos, possuímos opções como o Arroz Integral, a Linhaça, os Grain Flakes e as Frutas Desidratadas, que podem ser incluídas no cardápio diário, fornecendo nutrientes importantes ao organismo e, inclusive, ajudando na redução das dores e crises de enxaqueca.

Saiba onde encontrar os nossos produtos na sua região.

Fontes: Site Drauzio Varella; Hospital Albert Einstein; Revista Viva Saúde e Sociedade Brasileira de Cefaleia.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!

Formulário de contato financeiro

Formulário de contato logística

Formulário de contato compras

Formulário de contato comercial

Para falar com nossa assessoria envie e-mail
para: centralpress@centralpress.com.br

Para falar com o nosso time de Marketing envie e-mail para: mkt@ns-group.com

SAC/Atendimento ao consumidor 0800 701 8003

Seus dados estarão em segurança. A qualquer momento você poderá deixar de receber as nossas mensagens. Política de Privacidade