Tipos de vegetarianos
Tipos de vegetarianos

Tipos de vegetarianos: do vegano ao crudívoro, entenda as diferenças

por Redação
em 30 de março de 2017

Daquele que aboliu apenas o consumo de carnes, passando por aquele que não frequenta zoológico – por considerar o cativeiro uma forma de violência contra os animais – e chegando até aquele que só se alimenta de frutos. Os três, se questionados, irão responder que são vegetarianos. E é verdade. A impressão que dá, no entanto, é que alguns são mais vegetarianos que outros. O que também é verdade.

Os cerca de 20 milhões de brasileiros (quase 10% da população) que se autodenominam vegetarianos divergem quanto a padrões de alimentação e de comportamento, o que cria categorias distintas dentro dessa imensa tribo.

Dietas vegetarianas:

Ovolactovegetariano

Costuma ser o passo de entrada na dieta vegetariana e também reúne o maior número de adeptos. Dentre as dietas vegetarianas, é a menos restritiva. A pessoa deixa de comer todos os tipos de carne (vermelha, frango, peixes e frutos do mar), mas segue o consumo de leite e ovos. De acordo com os nutricionistas, é possível ingerir todos os nutrientes necessários ao organismo em uma dieta ovolactovegetariana, mas, como em qualquer plano nutricional, é preciso equilibrar a alimentação.

Lactovegetariano

Pode ser considerada a casa seguinte no jogo de tabuleiro do universo vegetariano.  Além de não consumir nenhum tipo de carne, os lactovegetarianos também excluem os ovos da dieta. É o tipo de vegetarianismo predominante em países como a Índia e, quase sempre, a escolha por essa dieta está ligada a razões religiosas.

Vegetariano Estrito

Nem carne, nem ovo, nem leite e nenhum outro derivado animal. Um vegetariano estrito rejeita qualquer alimentação que pode ter causado sofrimento ou trabalho forçado a um animal. Nesse sentido, o vegetariano estrito não come ovo porque é comum as galinhas ficarem confinadas e receberem hormônios para estimular a produção. O lei é vetado porque as vacas, argumentam,  são forçadas, por uso de hormônios ou manipulação genética, a produzir muito mais leite do que produziriam naturalmente. Quem adota esse tipo de dieta, ao contrário do que muitos pensam, pode comer muito bem e de forma variada. Além de alimentos como arroz, feijão, legumes, hortaliças e frutas, há também pratos tradicionais árabes,  italianos, mediterrâneos e orientais livres de ingredientes de origem animal.

Vegano

O veganismo, segundo a associação da categoria, é uma forma de viver que busca excluir todas as formas de exploração e de crueldade contra animais, seja para a alimentação, para o vestuário ou para qualquer outra finalidade. Isso significa que, além de não consumir nenhum alimento de origem animal (como os vegetarianos estritos), o vegano também não usa roupas ou calçados de couro, lã ou seda; não compra qualquer cosmético testado em animais; e não frequenta locais como zoológicos, circos ou rodeios.

Crudívoro

Ainda raridade dentro do mundo vegetariano, admite apenas a ingestão de alimentos crus – para ser considerado cru, o alimento não pode ser aquecido acima dos 40º, nem refinado, pasteurizado, tratado com pesticidas ou processado. Os adeptos da dieta crudívora acreditam que o cozimento destrói as enzimas e faz os alimentos perderem nutrientes. Nessa dieta é comum a utilização de alimentos em processo de germinação (cereais integrais, leguminosas e oleaginosos). Alguns, inclusive, incluem peixes crus e ovos.  Um crudívoro possui ingestão calórica significativamente menor do que uma pessoa que consome alimentos quentes, mas também apresenta baixa ingestão de proteína, cálcio, B12 e vitamina D.

LEIA MAIS
Leite vegetal: conheça as opções e saiba a diferença entre elas
LEIA MAIS
Laila Mengarda: a advogada que se tornou empresária de comida vegana

Frugívoro

O mais radical entre os vegetarianos: admite apenas frutos na alimentação. Para alguns, o conceito de “frutos” inclui cereais, alguns legumes (abobrinha, berinjela) e oleaginosos, mas muitos consomem apenas frutas. A ideia é variar o máximo possível e comer de forma a potencializar o produto: isto significa comer devagar e mastigar bem, para os ácidos da saliva e do estômago absorverem adequadamente os nutrientes. Os adeptos do frugivorismo podem ter carência de proteínas, gorduras, ômegas 3 e 6 (que auxiliam no desenvolvimento da memória) e vitamina B-12 (atua no sistema nervoso)

Bom, é isso. Se você achava que os vegetarianos não são todos iguais, tem toda razão. Caso tenha se interessado por alguma das dietas, lembre-se de procurar um nutricionista que desenvolva um plano nutricional saudável: alimentos adequados e na quantidade certa.

dietas_vegetarianas

Sugestão Jasmine

A Jasmine tem em seu portfolio de alimentos naturais uma série de produtos que podem ser consumidas por aqueles que seguem dietas vegetarianas. Dos grãos aos snaks saudáveis e bebidas sem glúten, dá para montar um cardápio saudável e saboroso sem descumprir os princípios alimentares. Confira todos os nossos produtos.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!