alimentos orgânicos
alimentos orgânicos

4 motivos para você escolher alimentos orgânicos

por Redação
em 31 de março de 2017

Mercado de alimentos orgânicos cresce 40% ao ano: brasileiro tem optado por dieta saudável

Você sabia que, desde 2009, o Brasil é líder mundial no consumo de agrotóxicos? Especialmente para um país com grandes áreas cultiváveis e alta capacidade de produção de alimentos orgânicos, essa não é a melhor notícia. Porém, em contrapartida, segundo a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), o mercado de alimentos orgânicos brasileiro cresce a taxas de 40% ao ano – número superior às médias dos Estados Unidos e da Alemanha.

“A alimentação orgânica tem se destacado entre aqueles que buscam hábitos alimentares mais saudáveis e se preocupam com a segurança dos alimentos que adquirem”, explica a nutricionista Erika Almeida.

A tendência positiva, no entanto, mostra que o caminho é longo. A legislação foi regulamentada apenas em 2011 e a produção brasileira ainda é feita por pequenos agricultores e empresários que apostam na consciência dos consumidores. Em países europeus, existem há anos redes de supermercados estritamente orgânicos – o que ainda não acontece no Brasil.

Horta orgânica garante consumo sem substâncias tóxicas

Horta orgânica garante consumo sem substâncias tóxicas

Alimentos Orgânicos

Quem compra orgânicos está contribuindo diretamente para a preservação do planeta em uma série de fatores. A nutricionista Érika apontou 4 motivos para consumir alimentos orgânicos, confira!

Motivo 1 – Os orgânicos estão livres de resíduos deixados pelos promotores de crescimento na produção de carnes.

Motivo 2 – Os orgânicos estão livres de agrotóxicos nas frutas, legumes e verduras, que podem provocar danos à saúde, como alguns tipos de doenças, e ao meio ambiente. Um levantamento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) mostrou que 29% das 1.665 amostras de sete culturas de alimentos convencionais – ou seja, não orgânicos – estavam em desacordo com as normas de agrotóxicos.

Motivo 3 – A produção de orgânicos não utiliza produtos químicos que contaminam o solo e deixam resíduos nos alimentos.  No solo, essas contaminações podem perdurar décadas e causar impacto até em quem ainda nem nasceu.

Motivo 4 – As práticas de cultivo não agridem o meio ambiente, ou seja, não provocam erosão, desmatamento e preservam os mananciais. A rotação de culturas, o plantio consorciado e a compostagem favorecem que o solo se mantenha fértil e produtivo ano após ano.

LEIA MAIS
Alimentos orgânicos: quais as diferenças para os outros e como identificá-los
LEIA MAIS
Agroecologia é uma alternativa para redução do uso de agrotóxicos

Antes de ir às compras, porém, Érika sublinha que não devemos confundir alimentos orgânicos com naturais. “Um alimento natural, como o arroz integral, por exemplo, pode ser cultivado por meio da agricultura convencional e, portanto, não ser orgânico”, ressalta.

Com todos esses benefícios, que tal buscar uma alimentação orgânica e saudável para você e para o planeta em que seus filhos e as próximas gerações irão viver?

SUGESTÃO JASMINE
Quem quer investir no consumo de alimentos orgânicos pode contar com as diversas opções disponíveis entre os nossos produtos. São cookies, bebidas, grãos integrais e adoçantes naturais, todos orgânicos e saborosos, para você comer bem e mudar a sua alimentação pra melhor. Conheça a nossa linha de alimentos orgânicos!


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!