Fale Conosco

Qual é o papel da família na introdução do paladar infantil

por Jasmine
em 15 de agosto de 2020

Qual é o pai ou mãe que não quer ver o seu filho se alimentando de maneira saudável? Provavelmente nenhum, não é mesmo? Porém, nem sempre os exemplos que são dados para a criança contribuem para que ela tenha a oportunidade de desenvolver o paladar de forma a contemplar alimentos de melhor qualidade nutritiva.

Os pediatras recomendam que a introdução da criança ao mundo dos sabores seja feita por meio de papinhas, com o leite materno sendo um alimento complementar até os dois anos de idade. Porém, métodos como o BLW são um indicativo de que ajudá-las a descobrirem as cores e os sabores dos alimentos mais nutritivos pode ser um ótimo caminho.

O papel dos pais no desenvolvimento do paladar infantil

Nos primeiros seis meses de vida da criança o único alimento que deve ser dado à criança é o leite materno. Porém, depois disso, são os itens que estão presentes no dia a dia da dieta dos pais que acabam sendo fixados pelas crianças como os mais comuns. Permitir que elas descubram os sabores naturais dos alimentos e as texturas deles é uma solução.

É a premissa do método BLW, desenvolvido pela britânica Gill Rapleu. A ideia é que desde os sete meses de vida a criança possa sentir o sabor dos alimentos em sua forma natural. Falamos aqui, é claro, de alimentos saudáveis, como frutas, verduras e legumes. 

Nas primeiras tentativas é natural que a criança se preocupe mais em brincar e explorar o alimento do que em comê-lo, mas isso é perfeitamente normal. Tudo deve acontecer com naturalidade, sem pressa e de preferência em momentos que a criança esteja tranquila. Permita que ela explore os alimentos da melhor forma possível e a incentive a comer os itens que ela julgar mais saborosos.

Açúcares devem ser evitados: entenda as razões

Não é por acaso que os alimentos ricos em açúcar parecem mais saborosos e despertam maior interesse nas crianças (e nos adultos). Os sabores adocicados ativam sensações de prazer em nosso sistema nervoso. Se para os adultos ter controle sobre isso não é uma tarefa simples, imagine para as crianças. Elas passam a “preferir” os alimentos que despertam essa sensação em detrimento daqueles que não fazem isso.

Portanto, o melhor caminho é adiar o máximo possível a introdução do açúcar na dieta das crianças.  Alimentos ricos em gorduras, aditivos, aromatizantes, corantes, conservantes e açúcar devem ser evitados em qualquer ocasião, mas especialmente na infância. Dê a elas a oportunidade de conhecer o sabor real dos alimentos, antes que o paladar seja diretamente influenciado pelos itens saborizados artificialmente.

Em outras palavras, o papel dos pais nos primeiros anos de vida da criança é fundamental em termos de consolidação de uma alimentação saudável. Mais do que o exemplo, é de suma importância pensar em como oferecer alimentos nutritivos e saborosos. Obviamente, essa não é uma garantia de que esse comportamento se manterá ao longo dos anos, mas auxilia uma formação saudável em um dos períodos de desenvolvimento mais importantes.

Transformando as pessoas pela alimentação saudável

Há mais de três décadas o objetivo da Jasmine Alimentos é transformar as pessoas por meio da alimentação saudável. É por isso que nossa linha de produtos prioriza itens de qualidade, integrais, orgânicos, sem glúten ou sem açúcar, mostrando que é possível conciliar sabor e saúde em alimentos nutritivos e perfeitos para toda a família. 

Venha provar as delícias que preparamos para você. E importante: crie desde cedo o hábito de oferecer refeições mais saudáveis para os seus filhos. Quando a qualidade de vida se torna um hábito, todos na família saem ganhando.


Compartilhe
Assine nossa newsletter para receber artigos exclusivos como esse
Newsletter

Faça parte desse movimento pela alimentação consciente!